Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Met Gala: onde assistir ao vivo, quem já chegou e quem deve aparecer

O Met Gala é um evento beneficente anual organizado pelo Museu de Arte Metropolitana (MET) de Nova York, nos Estados Unidos. Confira horário, onde assistir e quem já chegou ao evento deste ano
20:32 | Set. 13, 2021
Autor Mateus Brisa
Foto do autor
Mateus Brisa Estagiário
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Met Gala, ou Baile do Met, acontece na noite desta segunda-feira, 13 de setembro (13/09). O evento reúne celebridades diversas no Museu de Arte Metropolitana (MET) de Nova York, nos Estados Unidos, e começou às 18 horas e 30 minutos (horário de Brasília). As expectativas para o baile deste ano são grandes, pois a programação de 2020 foi cancelada devido à pandemia.

Met Gala 2021: onde assistir

A edição de 2021 do Met Gala está sendo transmitida ao vivo no site oficial do MET (clique aqui para acessar) e pela revista Vogue estadunidense no Twitter (clique aqui para acessar).

Met Gala 2021: quem já chegou?

Celebridades da moda, da música, do cinema e de outros âmbitos artísticos são esperadas anualmente no Met Gala. Na edição deste ano, algumas foram confirmadas e já passaram pelo tapete vermelho, como:

  • Anna Wintour, editora-chefe da Vogue
  • Carolyn Maloney, congressista estadunidense
  • Timothée Chalamet, ator e co-anfitrião do evento
  • Anitta
  • Dan Levy, ator
  • Keke Palmer, atriz e cantora
  • Ilana Glazer, comediante e cineasta
  • Billie Eilish, cantora e co-anfitriã do evento
  • Finneas, compositor e produtor musical
  • Evan Mock, modelo
  • Amanda Gorman, poetisa
  • Yara Shahid, atriz

Met Gala 2021: quem deve aparecer?

Em cada ano, alguns nomes são cotados para aparecer no Met Gala. Fora quem já apareceu, os esperados de 2021 incluem a cantora Camila Cabello, que confirmou durante uma entrevista sobre seu recente filme “Cinderella”; a cantora Rosé, do grupo de K-pop Blackpink, que foi confirmada como primeira artista musical coreana a participar do evento; o estilista Tom Ford, que irá integrar uma posição honorária; e a tenista Naomi Osaka.

Outros nomes não foram confirmados oficialmente, mas suas presenças são esperadas, como: Addison Rae, Beyoncé, Jennifer Lopez, Kim Kardashian, Kris Jenner, Lorde, Rosalía, Blake Lively e Shawn Mendes. Ainda, a barbadiana Rihanna também deve comparecer ao evento, pois será responsável pela “afterparty” (festa pós-evento) deste ano.

Met Gala: Nicki Minaj recusou convite

A rapper Nicki Minaj não irá comparecer ao Met Gala deste ano após recursar convite dos organizadores. Isso porque ela não se vacinou contra a Covid-19, um pré-requisito para os convidados. Nas redes sociais, Minaj causou polêmica após afirmar que não recebeu o imunizante para evitar complicações.

“Eles querem que você seja vacinado para ir ao Met. Se eu for vacinada, não vai ser por causa do Met, será porque eu senti que pesquisei o suficiente. Estou trabalhando nisso agora”, declarou no Twitter. Ainda assim, ela aconselhou seus fãs a se protegerem da Covid-19: “Enquanto isso, meus amores, fiquem seguros. Usem a máscara com duas cordas que prendem sua cabeça e rosto. Não aquela solta”, finalizou.

Met Gala: o que é?

Conhecido como “Oscar da moda”, o Met Gala é um evento beneficente em que são arrecadados fundos para o departamento de moda do museu. Anualmente, o baile tem “dress codes”, isto é, temas para os figurinos. É durante o Met Gala que estilistas têm seus momentos de brilho com seus trabalhos encorpando a aparição das celebridades confirmadas.

Met Gala: qual o tema deste ano?

Além do evento de hoje, 13, um segundo baile acontecerá em maio. Em ambos, o tema envolve a moda estadunidense. Nesta primeira parte, especificamente, a temática foi descrita como “Na América: Um Léxico da Moda” (tradução livre), focando em peças dos séculos XX e XXI.

“Queríamos muito conscientemente que essa fosse uma celebração da moda americana, cuja comunidade sofreu muito durante a pandemia”, explicou o curador do Instituto de Figurinos do MET, Andrew Bolton. “Há jovens designers dos Estados Unidos na vanguarda de discussões sobre diversidade, inclusão, sustentabilidade e consciência criativa. Acho isso incrivelmente emocionante”.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags