PUBLICIDADE
Vida & Arte
Noticia

Daniel Peixoto lança música "Anjo Querubim" no Dia do Orgulho LGBT

"Anjo Querubim", de autoria do compositor Petrúcio Amorim, ganha versão cantada pelos artistas cearenses Daniel Peixoto e Silvero Pereira

10:00 | 27/06/2021
Daniel Peixoto e Silvero Pereira lançam 'Anjo Querubim' (Foto: Divulgação)
Daniel Peixoto e Silvero Pereira lançam 'Anjo Querubim' (Foto: Divulgação)

O forró “Anjo Querubim”, de autoria do compositor Petrúcio Amorim, já foi cantado dezenas de vezes por vários artistas. Ivete Sangalo, Aldemário Coelho, Mastruz Com Leite e Limão com Mel são alguns dos nomes que intepretaram a canção que permanece há anos no imaginário nordestino. Agora, os cantores cearenses Daniel Peixoto e Silvero Pereira trazem uma nova versão, que será lançada na segunda-feira, 28 de junho, no Dia do Orgulho LGBTQIA+.

A obra marca a parceria entre os artistas da cena artística queer do Brasil. Conteúdo, que será disponibilizado nas principais plataformas de streaming, tem por objetivo celebrar a data e as origens dos dois.

Leia também | Stray Kids lança "Mixtape: Oh"; single marca retorno de Hyunjin

“Acho que a relação da música com o Dia do Orgulho LGBT está em ser interpretada, desta vez, por dois gays assumidos e militantes. Dois gays que são do sertão do Ceará, onde a gente sabe como é grave os casos de homofobia, de lgbtfobia”, comenta Daniel Peixoto.

“A gente transgride a normatividade, de estar cantando de um homem para uma mulher ou de uma mulher para um homem. Agora, ganha essa nova cara, com dois homens gays interpretando essa canção. É bem simbólico e está totalmente ligado ao 28 de junho”, afirma.

Leia também | Das paixões às desilusões: Clarissa lança EP com canções sobre amor

De acordo com o cantor, o processo de produção foi feito em formato majoritariamente virtual, com objetivo de respeitar as medidas de distanciamento social impostas pela pandemia do coronavírus.

“O produtor, o Fredi Chernobyl, mora em Porto Alegre, então a gente não teve contato físico. Ele foi mandando o que a gente ia pedindo. Eu e o Silvero nos encontramos pessoalmente somente no dia de gravar a voz no estúdio. Foi bem legal o processo, porque foram três cabeças criativas pensando em um produto final”, explica.

Leia também | Artista de Maranguape lança "Baile do Vale" para celebrar orgulho LGBTQIA+

Segundo ele, o objetivo era trazer uma versão inédita para a famosa música, mas sem perder a energia das gravações originais dos anos 1990. Assim, mesmo com os típicos arranjos do forró, “Anjo Querubim” também trará os ritmos de eletrônica.

A nova interpretação será o quarto single divulgado do álbum “Tropiqueer”, de Daniel Peixoto, que está com previsão para lançamento em julho deste ano. O disco será o último da trilogia que integra “Mastigando Humanos” (2011) e “Massa” (2017).

Leia também | De Bethânia a Pabllo Vittar: 16 lançamentos musicais para o fim de semana

A obra demonstra, para o cantor, o seu amadurecimento musical. “É um Daniel que está cantando melhor, que está compondo melhor. São conhecimentos que adquiri com a experiência na estrada e nos estúdios. Acho também que representa a celebração à vida”.

Nesta produção, o artista mostra suas referências a ritmos tropicais, como forró, pisadinha, axé e lambada, e os relaciona com a música eletrônica. “Nunca abandonei meu estilo, sempre fui da música eletrônica. A música eletrônica é incrível neste sentido porque você pode colocar o que quiser lá dentro que ela continua sendo música eletrônica”.

Leia também | Mariana Aydar e Chico César lançam single em referência ao São João

O “Tropiqueer” terá 11 faixas que abordam o amor sob diferentes óticas. “O mundo anda triste. O Brasil está mais triste ainda porque, além da pandemia, a gente enfrenta a incompetência desse desgoverno. Então o ‘Tropiqueer’ é um alento para o coração das pessoas. Eu fiz pensando nisso, para que as pessoas possam ouvir, se sentir bem e lembrar que, no final, o amor que vai vencer”, diz.

Ele comenta que se sente feliz de seguir sua carreira na música. “Eu me sinto privilegiado de poder trabalhar com a música e me expressar através da música. Ela salva a minha saúde mental. Justifica minha existência através da arte e da música. Foi um caminho bonito e acho que o lançamento representa essa jornada”, reflete.

Podcast Vida&Arte

O podcast Vida&Arte é destinado a falar sobre temas de cultura. O conteúdo está disponível nas plataformas Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts e Spreaker. Ouça aqui o podcast.