PUBLICIDADE
Noticia

Cineasta cearense Leonardo Mouramateus ganha mostra retrospectiva no Festival de Roterdã em 2020

As exibições fazem parte da sessão Deep Focus Short Profile, que se dedica à filmografia de novos realizadores. Evento trará seis curtas do diretor na paralela e, ainda, um em competição

04/12/2019 16:26:54
"Charizard", curta de 2012 dirigido por Leonardo Mouramateus, terá exibição na retrospectiva de carreira do diretor cearense no Festival de Roterdã 2020 (Foto: divulgação)

2019 foi marcado pelo bom momento do cinema cearense, de janeiro - quando o filme "Tremor Iê" disputou a Mostra Aurora no Festival de Tiradentes - a dezembro - que contará com a realização de eventos no Estado como a Mostra de Cinema de Iguatu, o Cinefestival - Festival de Cinema do Vale do Jaguaribe e a Mostra Quimerama. O ano que vem deve seguir o mesmo rumo positivo, como aponta a divulgação na manhã desta quarta, 4, que o Festival de Roterdã realizará retrospectiva da obra do cearense Leonardo Mouramateus em janeiro de 2020.

O evento europeu possui uma sessão voltada para a filmografia de novos realizadores, a Deep Focus Short Profile, na qual, além de Leonardo, o cineasta e artista visual angolano Kiluanji Kia Henda também ganhará retrospectiva.

Entre os filmes do cearense, serão exibidos seis curtas: "O Completo Estranho", "A Festa e os Cães", "História de uma pena", "Charizard", "Mauro em Caiena" e "Vando Vulgo Vedita" - este último, vencedor do prêmio de Melhor Direção em 2017 do Troféu Samburá, concedido pelo Vida&Arte e Fundação Demócrito Rocha. Nesta terça, 3, o festival já havia anunciado a seleção do novo filme do cineasta, "A chuva acalanta a dor", na mostra competitiva de curtas do evento holandês.

LEIA TAMBÉM

ENTREVISTA | Em 2015, o cineasta afirmava: "(Meu cinema) fala de amigos, dos meus amigos"

V&A VIU | "António Um Dois Três", primeiro longa do cearense, fala de crise e afeto

REPORTAGEM | O momento do cinema cearense

No comunicado à imprensa, o Festival de Roterdã afirma que o cineasta cearense "estabeleceu um forte estilo pessoal, sempre buscando por novas formas de cinema narrativo e, muitas vezes, narrando de maneira inesperada a vida das grandes cidades do Brasil".

Clique na imagem para abrir a galeria