Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Alopecia: entenda condição que afeta Jada Smith, esposa de Will Smith

Will Smith deu um tapa em Chris Rock após piada sobre o cabelo raspado da esposa durante premiação do Oscar 2022; entenda o que é alopecia, condição que afeta Jada

A alopecia é uma condição autoimune que pode ser causada por diversos fatores e está associada à queda de cabelos e pelos do corpo, acometendo homens e mulheres. A atriz Jada Pinkett Smith, esposa de Will Smith, por sofrer com a alopecia, optou por raspar os cabelos.

Após Jada ser vítima de piada na cerimônia do Oscar 2022, ocorrida na noite desse domingo, 27, Will Smith agrediu o comediante Chris Rock com um tapa no rosto durante a cerimônia de premiação do evento.

As causas da doença podem ser genéticas ou inflamatórias. O estresse também pode desencadear a alopecia. A condição pode afetar qualquer pessoa, independentemente da idade e sexo, embora a maioria dos casos ocorra antes dos 30 anos. Há duas formas dela: a androgenética e a areata. 

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Alopecia areata

A alopecia areata é uma doença inflamatória. Conforme a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), diversos fatores estão envolvidos na manifestação dessa condição, como a genética, o estresse e respostas autoimunes do corpo. Fatores emocionais, traumas físicos e quadros infecciosos podem desencadear ou agravar o quadro. O sintoma básico é a perda brusca de cabelos, com áreas arredondadas, únicas ou múltiplas, sem demais alterações.

Segundo a SBD, após a queda, quando os os cabelos renascem esses podem ser brancos, retornando, em seguida, à coloração normal. No entanto, as características da doença variam de acordo com o paciente, bem como a extensão da perda capilar pode ser maior ou menor de pessoa para pessoa. Em casos raros, quando a alopecia areata é total, a pessoa perde todo o cabelo da cabeça. Quando a alopecia areata é universal, o indivíduo perde todos os pelos do corpo.

Como as causas da doença são desconhecidas, não há maneira de prevenir a condição. Ainda que os casos de alopecia não sejam clinicamente graves, costumam afetar o estado emocional dos pacientes, que têm a autoestima afetada e a necessidade de busca atendimento psicológico.

O tratamento pode ser feito com medicamentos como minoxidil, antralina e corticóides, de modo que também possam ser associados necessário, a tratamentos mais agressivos, em que se faz uso de sensibilizantes (difenciprona) ou de metotrexate. O método interventivo deve ser escolhido e realizado pelo médico para que o controle da doença seja eficaz, as falhas capilares resolvidas e o surgimento de novas evitadas.

Alopecia androgenética ou calvície

A tão abominada calvície, ou alopecia androgenética, é geneticamente estabelecida. Homens e mulheres são afetados por essa condição, que costumar se tornar mais aparente aos 40 ou 50 anos, mas pode se manifestar mais precocemente. Alguns fatores podem agravar a calvície, como a suplementação de hormônios masculinos e a menopausa.

O cabelo mais ralo é o principal sintoma da calvície. Nos homens, as áreas mais acometidaas são a coroa e a região frontal, as famosas “entradas”. Já nas mulheres, a região central do couro cabeludo é a mais afetadas.

De acordo com a SBD, a doença se desenvolve desde a adolescência, a partir da purberdade, quando o estímulo hormonal aparece e faz com que os cabelos e pelos nasçam mais finos na medida em que o tempo decorre.

O tratamento pode ser feito com o minoxidil, que estimula o crescimento de fios, e bloqueadores hormonais. Os bloqueadores hormonais são medicamentos orais, incluindo a finasterida no caso dos homens e anticoncepcionais, espironolactona e ciproterona para mulheres. Em casos mais extensos da queda de cabelo, transplante capilar é uma opção para diminuir o trauma.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar