Quem ocupará lugar de Valim? Como fica o cenário em Caucaia após desistência de reeleição

Pelo governismo em Caucaia, com a recente saída de Valim do páreo, ainda não está claro quem ocupará a vaga para disputar a sucessão; nomes da oposição já se colocam como pré-candidatos

Segundo maior colégio eleitoral do Ceará, Caucaia passará por meses de articulações intensas após o prefeito Vitor Valim (PSB) anunciar que não concorrerá à reeleição nas eleições de 2024. Com a desistência de Valim, o cenário eleitoral na cidade da Região Metropolitana de Fortaleza fica ainda mais incerto a nove meses das eleições municipais.

No último pleito, em 2020, nove partidos ou coligações apresentaram candidatos. À época, nomes como Elmano de Freitas (PT), Naumi Amorim (PSD), Emília Pessoa (União) e Valim disputaram a preferência do eleitorado. De lá para cá, muito mudou. Agora, o cenário que se desenha aponta para novas possibilidades ou mesmo velhos conhecidos do eleitor.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Pelo governismo em Caucaia, com a recente saída de Valim do páreo, ainda não está claro quem ocupará a vaga para disputar a sucessão. O próprio prefeito ainda não deu sinalizações claras de quem apoiará na disputa. A única certeza é que o nome escolhido passará pelo crivo do ministro da Educação, Camilo Santana (PT), e do governador do Ceará, Elmano de Freitas (PT), líderes do projeto político que Valim compõe atualmente.

Governismo

Neste cenário, alguns nomes já circulam nos bastidores. Os deputados Salmito Filho e Lia Gomes, ambos tentando a saída do PDT, se manifestaram sobre a desistência de Valim. Lia mencionou que seu nome começou a circular dentre os cotados para concorrer à sucessão.

“Hoje recebi vários telefonemas de pessoas de Caucaia falando sobre meu nome para suceder o prefeito Valim. Penso que o atual prefeito é o melhor nome para continuar o trabalho que vem realizando e agradeço a lembrança do meu nome para gerir uma cidade tão importante e querida como é Caucaia”, escreveu a parlamentar em uma rede social.

Já Salmito, elogiou o trabalho do prefeito, com quem tem proximidade. “Respeito a sua decisão, admiro o seu desapego ao poder, agradeço o apoio para deputado estadual na eleição de 2022 e honrado em ser parceiro de um projeto que prioriza a população de Caucaia na boa parceria com lideranças como Elmano, Camilo e Cid", escreveu o deputado licenciado que atualmente chefia a Secretaria do Desenvolvimento Econômico do Ceará.

Outro nome que se apresenta é o do vereador Vanderlan Alves (União Brasil). Embora seja parte de um partido atualmente classificado como oposição em Caucaia, Vanderlan aproximou-se da gestão de Valim e esteve reunido com ele no último dia 8, data do anúncio da desistência. “Gostaria de agradecer a este grande homem por todos os ensinamentos, por sua dedicação ao nosso município, que mesmo com todas as dificuldades enfrentadas por falta de recursos, buscou apoios políticos e jamais deixou de se dedicar”, disse.

Deuzinho Filho (União Brasil)

Liderado no município pelo vice-prefeito Deuzinho Filho (União Brasil), o partido deve lançar Deuzinho como pré-candidato. Valim e Deuzinho romperam após o atual prefeito se aproximar do grupo de Camilo Santana (PT); enquanto Deuzinho manteve-se mais próximo de alas ligadas ao ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

Deuzinho e Valim disputariam a prefeitura quatro anos após formarem a mesma chapa. Mas com a desistência do atual gestor o embate não deve ocorrer. Deuzinho tem iniciado o trabalho de atrair novos filiados para o União Brasil, tendo em vista as eleições de 2024. Ao O POVO, Deuzinho disse que só não tem conversado com Valim tendo em vista a disputa eleitoral, mas que tentará dialogar com demais nomes cotados como Naumi, Emília e outros.

Durante o ano passado, ocorreram diversas polêmicas e trocas de acusações de lado a lado, com acirramento das relações entre atores políticos ligados ao prefeito e ao vice. De um lado, Deuzinho acusou Valim de expulsá-lo do gabinete e cortar verbas, enquanto Valim, ao comentar acusações, chegou a dizer que “a turma do atraso quer polemizar”.

Emília Pessoa (PSDB)

Ex-vereadora de Caucaia, a atual deputada estadual Emília Pessoa (PSDB) revelou, em entrevista ao O POVO, ainda no ano passado, que era pré-candidata à Prefeitura. Assim como Deuzinho, ela já foi parte do grupo de Valim, tendo assumido pastas importantes na gestão, como a da educação, mas rompeu com o prefeito e se elegeu deputado no ano passado. Em 2020, Emília foi a terceira colocada na disputa pela prefeitura de Caucaia, ficando à frente de nomes como o do então candidato Elmano de Freitas (PT).

A deputada tem feito críticas à gestão de Caucaia, alegando que a cidade enfrenta problemas em áreas como a educação e a segurança e que foi “abandonada” pela gestão atual. “Já que a gente não tem um prefeito com competência para gerenciar a cidade. Que a gente comece a ser voz dessas pessoas e comece a reivindicar nossos direitos”, disse ao O POVO em entrevista concedida no segundo semestre do ano passado.

Naumi ou Erika Amorim (PSD)

Liderado no estado pelo ex-vice-governador Domingos Filho, o PSD está de olho em Caucaia. A cidade era comandada por um prefeito do partido antes de Valim assumir.

Naumi Amorim (PSD) era o gestor de Caucaia entre 2016 e 2020, quando perdeu a disputa pela reeleição. Para 2024, o partido tem Naumi e sua esposa, a ex-deputada estadual Erika Amorim, como possibilidades para entrar no páreo. Domingos chegou a dizer que suas lideranças no município eram Naumi e Érika e que seguiria o que eles decidissem.

No entanto, o PSD passou a compor a base do governador Elmano de Freitas (PT) no ano passado, com direito a uma secretaria de primeiro escalão na gestão (Proteção Animal). A aproximação pode reverberar numa eventual tentativa de composição em Caucaia ou poderá ser pauta de debates entre os atuais partidos aliados para definir nomes.

Coronel Aginaldo (PL)

Em novembro do ano passado, a executiva nacional do Partido Liberal (PL) confirmou a pré-candidatura do Coronel Aginaldo para a Prefeitura de Caucaia. Ex-comandante da Força Nacional de Segurança, Aginaldo já transferiu domicílio eleitoral para a cidade.

O nome do PL trabalha na tratativa de diálogo com o diretório estadual do União Brasil, que tem o deputado Capitão Wagner como liderança, para ver a viabilidade de uma aliança. O União já conta com Deuzinho Filho como pré-candidato.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Eleições 2024 vitor valim reeleição candidatos em caucaia pre-candidatos

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar