Participamos do

Mirando 2022, Roberto Cláudio e Capitão Wagner reforçam agenda no interior do Ceará

Potenciais adversários e pré-candidatos ao Palácio do Abolição em 2022, políticos estiveram com moradores, lideranças comunitários e parlamentares para tamar costurar alianças para a disputa ao Governo do Ceará
12:49 | Out. 18, 2021
Autor Filipe Pereira
Foto do autor
Filipe Pereira Repórter de Política
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O ex-prefeito de Fortaleza Roberto Cláudio (PDT) e o deputado federal Capitão Wagner (Pros), potenciais pré-candidatos ao Palácio do Abolição em 2022, participaram de agenda política em municípios do interior neste final de semana. Com pouco menos de um ano para as eleições, as visitas devem-se ao acirramento da disputa estadual entre o líder da oposição no Ceará e o possível candidato da base do governador Camilo Santana (PT). 

Roberto Cláudio

Neste sábado, 16, Roberto Cláudio esteve no município de Cedro, distante 387,6 quilômetros de Fortaleza. O pedetista esteve com moradores, lideranças comunitárias e politicos, entre eles o prefeito Joãozinho de Titica (PDT) e o ex-prefeito e presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Nilson Diniz (PDT). 

Na sexta-feira, 15, o ex-prefeito esteve no município de Umirim para também se reunir com lideranças políticas do município. "Estive, ontem, em nossa querida e acolhedora cidade de Umirim. Conversando com moradores, líderes políticos e vereadores sobre Gestão Pública, a política do Brasil e também do Ceará! Mais uma vez agradeço ao prefeito Felipe Uchoa Sales pelo convite. Estamos juntos nessa, pessoal!", escreveu o pedetista nas redes sociais. 

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Desde que foi anunciado como um dos cotados para disputar pelo PDT a sucessão de Camilo em 2022, RC já esteve em outras cidades do Ceará, entre elas Paracuru, Senador Pompeu e Itapipoca.

O PDT do Ceará indica já ter fechado lista com seus possíveis pré-candidatos para a sucessão de Camilo ao Governo do Estado. No dia 12 de setembro, a legenda iniciou no Cariri uma série de 12 encontros regionais que debaterão com aliados a candidatura própria do partido para 2022.

Com encontros em Brejo Santo e Barbalha, pedetistas reuniram para o debate interno o ex-prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio; o presidente da Assembleia Legislativa, Evandro Leitão; a vice-governadora Izolda Cela e o secretário Mauro Filho (Planejamento e Gestão).

Nos encontros que deverão ser feitos nos próximos meses, o partido deve iniciar a discussão da estratégia eleitoral para 2022. Em eventos que contam com presença de diversos prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e dirigentes partidários, apesar de ausente, o senador Cid Gomes (PDT) participa hoje como principal articulador político do PDT no Ceará. 

Capitão Wagner

Líder das movimentações de opositores no Ceará, o deputado federal Capitão Wagner (Pros) também entra na disputa pelos colégios eleitorais do interior. Na última semana, o parlamentar esteve na região do Cariri, terra natal de Camilo e que concentra forte apoio ao governador.

Wagner concentrou viagens aos municípios de Aurora, Abaiara, Juazeiro do Norte, Farias Brito, Tarrafas, Assaré e Crato. Ao lado do deputado, esteve sua esposa, Dayany Bittencourt, recém filiada ao Republicanos, e o deputado estadual Soldado Noélio (Pros). 

Na quinta-feira, 14, Wagner esteve em Aurora, Abaiara e Juazeiro do Norte. Na sexta-feira, 15, foi a vez dos municípios de Crato, Farias Brito, Tarrafas e Assaré. Em Juazeiro, segundo assessoria de imprensa, Wagner articulou um almoçou com o prefeito da cidade, Glêdson Bezerra. Todavia, segundo informações do portal News Cariri, a conversa nos bastidores é de que o prefeito realmente está se distanciando do projeto político de Wagner e pode, inclusive, compor palanque com a chapa governista no próximo ano. 

No início desse mês, o prefeito anunciou, em entrevista a uma rádio local, que votará em Camilo Santana para o Senado, em 2022. Porém, o gestor também esteve com o presidente Jair Bolsonaro em agosto, o que sugere um possível cabo de guerra e busca de seu apoio no Estado. 

LEIA MAIS l Ao lado de Bolsonaro, prefeito de Juazeiro diz que quer acabar com praga da corrupção

Na mira de alianças de Wagner, também estão alguns um dos aliados de Glêdson, entre eles o empresário Gilmar Bender, cotado para compor chapa com o líder da oposição em 2022 na disputa estadual, e o secretário do Meio Ambiente de Juazeiro, Diogo Machado.

“Estamos trabalhando o interior com bastante intensidade. Com frequência visitaremos a região do Cariri, que tem importantes colégios eleitorais. Temos conversado com lideranças políticas que têm vestido a nossa camisa, concedido entrevistas à imprensa e aberto o diálogo com muitas lideranças”, frisou o parlamentar.

Em agosto, Wagner esteve na região do Cariri cearense para participar de um evento com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Após celebrar a presença do deputado federal e o destacar como um “velho companheiro”, o chefe do planalto sugeriu apoio a eventual candidatura do policial ao governo do Estado em 2022.

Em julho deste ano, usou usou o início do recesso parlamentar na Câmara dos Deputados para reforçar sua pré-campanha ao Governo do Ceará em 2022. Em quatro dias, o parlamentar visitou nove municípios ao lado da esposa, Dayany Bittencourt, e do deputado estadual Soldado Noélio. 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags