Participamos do

Atos contra Bolsonaro em 2 de outubro usarão hino nacional e cores verde e amarela

Os protestos que pedem o impeachment de Jair Bolsonaro estão marcados para acontecer no dia 2 de outubro, próximo sábado, em pelo menos 76 cidades brasileiras.
11:32 | Set. 28, 2021
Autor Alice Araújo
Foto do autor
Alice Araújo Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A organização dos atos contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) decidiu, em reunião nesta segunda-feira, 27, que as novas manifestações deverão levar às ruas o hino nacional e as cores verde e amarela.

“A ideia é que o hino e a bandeira do Brasil sejam resgatados pelo campo republicano. Não faz sentido permitir que sejam apropriados pelas manifestações fascistas", disse o sociólogo Fernando Guimarães, coordenador do movimento político Direitos Já.

A decisão de “resgatar” os símbolos partiu dos organizadores dos atos por meio de reunião virtual que contou com a participação de dirigentes do PT, Psol, PC do B, PSB, PDT, Rede, PV, Cidadania e Solidariedade, além de centrais sindicais e de movimentos populares. Como os atos devem ter caráter mais amplo, o MBL também esteve presente nesta reunião como convidado.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Os protestos devem acontecer no sábado, 2 de outubro, em pelo menos 76 cidades, com concentração nas capitais. No ato da Avenida Paulista, em São Paulo, estão programadas falas de lideranças nacionais de cada um dos partidos.

Atos em Fortaleza

Na capital cearense, movimentos sociais e centrais sindicais realizarão o ato contra o governo Jair Bolsonaro, na mesma data (2 de outubro). A concentração está marcada para 8 horas, na Praça da Bandeira. Posteriormente, os protestos seguem em caminhada rumo à Praça do Ferreira, ainda no Centro de Fortaleza.

As entidades que fazem parte da campanha Fora Bolsonaro no Ceará já garantiram as participações da Frente Brasil Popular, Povo Sem Medo, CUT, MST, MTST, UNE, UBES, PT, PC do B, Psol, PCB, PDT, UP, dentre outras organizações sindicais, partidárias e de movimentos sociais. O PDT deve fazer parte das atividades tanto em Fortaleza, quanto no interior. Além da agremiação, os partidos Rede e PSB também devem aderir à agenda, no estado.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags