PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Em Fortaleza, Paulo Guedes defende Bolsonaro e diz que Brigitte Macron "é feia mesmo"

Declaração aconteceu em Fortaleza, onde o ministro completou: "Não existe mulher feia. Existe mulher observada do ângulo errado"

18:05 | 05/09/2019
Declaração aconteceu em Fortaleza, onde o ministro completou:
Declaração aconteceu em Fortaleza, onde o ministro completou: "Não existe mulher feia. Existe mulher observada do ângulo errado" (Foto: Reprodução / Twitter )

O ministro Paulo Guedes (Economia) saiu em defesa de seu chefe, no episódio em que Jair Bolsonaro (PSL) ofendeu a primeira-dama da França, Brigitte Macron. Em Fortaleza, o economista afirmou que a mídia não divulgava “progressos” do Governo Federal para dar importância a assuntos secundários.

“Eu tô vendo progresso em várias frentes”, anunciou Guedes, sem revelar quais. “Mas nada disso… tudo isso é assim: 'Xingaram a Bachelet (ex-presidente do Chile); xingaram a mulher do Macron de feia; o Macron falou que estão botando fogo na floresta brasileira'. O presidente (Bolsonaro) devolveu, disse que a mulher dele é feia, por isso que está falando isso”, declarou o ministro, durante palestra que discute “A nova economia do Brasil”.

Em meio à reação positiva da plateia, deixando escapar uma risada, Paulo Guedes afirmou que “tudo bem”, as falas de Bolsonaro são “divertidas”. “Não tem problema, é tudo normal e tudo verdade. O presidente falou mesmo e a mulher é feia mesmo”, completou, recebendo mais aplausos.

Na sequência, afirmou: “Não existe mulher feia. Existe mulher observada do ângulo errado”.

Bolsonaro x Macron

Durante o mês passado, os presidentes de Brasil e França trocaram farpas, que começaram a ser disparadas a partir das queimadas registradas na Floresta Amazônica. Com duras críticas recebidas de Emmanuel Macron, Bolsonaro chegou a endossar comentário feito em rede social que zombava da aparência física da primeira-dama francesa.

Na ocasião, um perfil no Facebook publicou fotos comparando a aparência de Michelle Bolsonaro com a de Brigitte Macron. Junto com as imagens, veio o comentário: "É inveja presidente do Macron pode crê". Bolsonaro respondeu: "Não humilha, cara. kkkkkkk".

Posteriormente, o brasileiro desconversou e disse que havia, na verdade, repreendido o seguidor. “Eu não botei aquela foto. Alguém que botou a foto lá, e eu falei para ele não falar besteira”, disse.

À época, Bolsonaro aproveitou para atacar jornalistas, por lhe questionarem sobre o assunto. “Realmente o jornalismo, vocês não merecem a consideração”, advertiu, abandonando a entrevista.