Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

35 câmeras de monitoramento devem ser instaladas no Cocó em junho

Além do serviço, 15 brigadistas atuarão no Parque durante 24 horas de plantão a partir do segundo semestre para atender as ocorrências de incêndio

Total de 35 câmeras de monitoramento serão instaladas no Parque Estadual do Cocó, em várias áreas da extensão do local. O serviço funcionará 24 horas dentro da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (CIOPS) e deve ser inaugurado no próximo dia 5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente e cinco anos da regularização do Parque. As informações foram confirmadas pela assessoria da Secretaria do Meio Ambiente do Ceará (Sema).

A partir do segundo semestre de 2022, haverá ainda 15 brigadistas atuando no Cocó durante 24 horas de plantão para atender ocorrências de incêndios. Em relação à flora perdida no incêndio que atingiu o Parque em novembro do ano passado, a intenção do governo estadual é plantar o dobro das árvores atingidas. No total, 300 espécies arbóreas foram perdidas no incidente. Desde então, 445 mudas já foram plantadas e mais 300 serão implantadas no Parque, conforme a Sema.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O dano do Parque do Cocó se alastrou por 46,2 hectares do parque e área atingida é predominantemente de capinzal, conforme explicou à época o secretário estadual do Meio Ambiente, Artur Bruno. Durante e após o incêndio, a fumaça se espalhou por ruas de Fortaleza. Moradores dos bairros Aerolândia, Aldeota e São João do Tauape foram alguns dos que se depararam com fumaça nas ruas e até dentro de casa.

O incêndio no Cocó “foi criminoso”, conforme Paulo Lira, gerente da Unidade Estadual de Conservação e de Proteção Integral. “Se ele foi doloso, ou seja, se (alguém) teve a intenção mesmo (de destruir a mata), compete às autoridades investigarem. Que foi criminoso, foi”, enfatizou na ocasião. O incêndio no Cocó durou quase 24 horas, começando às 18 horas do dia 17 de novembro e se estendendo até as 16 horas do dia seguinte.


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar