PUBLICIDADE
Fortaleza
Noticia

Polícia e chuva rápida dispersam pessoas na orla da Beira Mar; veja imagens

Mesmo sem festa, havia algumas pessoas vestindo o tradicional branco, com taças na mão e sem máscara, em clima de celebração do Réveillon na orla da Beira Mar

Everton Lacerda
18:22 | 31/12/2020
Movimentação na Beira Mar durante Réveillon de Fortaleza (Foto: Aurélio Alves/ O POVO)
Movimentação na Beira Mar durante Réveillon de Fortaleza (Foto: Aurélio Alves/ O POVO)

Atualizada às 23h50min

A orla da Praia de Iracema e da Beira Mar de Fortaleza têm forte presença de policiais e agentes da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC). Até por volta de 21h40min ainda havia algumas vendinhas funcionando na orla da Beira Mar de Fortaleza, na noite desta quinta-feira, 31. A partir das 22 horas os estabelecimentos começaram a fechar. A Polícia chegou a dispersar alguns transeuntes, segundo informações colhidas no local. Inclusive pessoas com isopor foram abordadas pela equipe de policiamento no local. O comércio ambulante está proibido no local.

Veja fotos da orla de Fortaleza na noite de Réveillon:

Clique na imagem para abrir a galeria

Na altura do Jardim Japonês, turistas abordaram a equipe do O POVO perguntando se haveria queima de fogos — foi cancelada este ano para evitar aglomerações. Alguns transeuntes estavam de branco, com taças na mão e sem máscara, em clima de celebração.

Perto da hora da virada, poucas pessoas circulavam nas imediações do Náutico. Elas usavam máscaras. Uma movimentação que havia no calçadão foi dispersada por uma chuva que começou no local.

LEIA TAMBÉM | Paisagem diferente: imagens mostram a mudança do Aterro no Réveillon de Fortaleza

Com o isolamento do acesso ao aterro da Praia de Iracema, em Fortaleza, o calçadão da Avenida Beira Mar registrou baixa movimentação de pessoas e grande fluxo de agentes fiscalizadores desde o fim da tarde e na noite desta quinta.

A reportagem do O POVO observou, mais cedo, a movimentação de turistas e fortalezenses que praticavam atividades físicas no local ou frequentavam as barracas da praia pelo período da tarde.

Veja imagens do aterro da Praia de Iracema vazio nesta quinta-feira, 31 de dezembro

Se no fim da noite já eram vistas pessoas sem máscara, mais cedo a população que transitou pelo calçadão durante a véspera de Réveillon utilizava máscaras e não formava pontos de aglomeração, seguindo o que recomenda o decreto especial de fim de ano no Ceará. As medidas visam desacelerar a disseminação da Covid-19 no Estado.

Durante a noite, a movimentação continuou baixa e equipe do O POVO observou bastante presença de policiais militares em viaturas, a pé e a cavalo.

Fora o fluxo tranquilo e o forte policiamento, ruas e acesso à faixa de areia estão interditados e o comércio ambulante está proibido desde às 8 horas.

Réveillon diferente no Aterro da Praia de Iracema, com pouca movimentação devido à pandemia de Covid-19. Na foto, o empresário Thiago Gomes, que veio passar a virada de ano em Fortaleza com a família
Réveillon diferente no Aterro da Praia de Iracema, com pouca movimentação devido à pandemia de Covid-19. Na foto, o empresário Thiago Gomes, que veio passar a virada de ano em Fortaleza com a família (Foto: Aurélio Alves / O POVO)

O goiano Thiago Gomes diz que veio para Fortaleza para passar a virada de ano na praia. "Mas infelizmente não vai ter como. Daí a nossa programação vai ser ficar em casa mesmo, com a família reunida. Vamos virar o ano juntos, com a ceia, que é o que restou pra gente", afirma ele que é empresário e advogado.

 

Por outro lado...


O cenário na Beira Mar foi diferente do constatado por O POVO durante a manhã na Praia do Futuro, onde foi possível observar o desrespeito às normas sanitárias com a ocorrência de aglomerações nas barracas. Além disso, foi maior o número de pessoas sem utilizar máscara no local. 

>> Laboratório identifica dois casos em São Paulo da nova variante do coronavírus

A operação integrada entre as forças de segurança de Fortaleza e do Ceará se organizam com plano especial para impedir a formação de aglomerações no Aterro, onde tradicionalmente é celebrada a passagem de ano na Capital.

A ação conta com a organização da Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis), Guarda Municipal de Fortaleza (GMF), Polícia Militar do Ceará (PMCE), Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) e da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC).

A faixa de areia da Praia de Iracema, onde são localizadas as barracas de praia, apresentaram pouco fluxo de turistas e banhistas.
A faixa de areia da Praia de Iracema, onde são localizadas as barracas de praia, apresentaram pouco fluxo de turistas e banhistas. (Foto: Thais Mesquita/ O POVO)



De acordo com informações da PMCE, 250 policiais estarão operando no local até às 22 horas desta quinta-feira, com 15 viaturas, seis equipes do Raio, duas equipes do BP Choque, uma plataforma de observação e duas bases fixas no perímetro. A Agefis irá atuar no local com a operação de 15 agentes.

Pela Guarda Municipal, 11 viaturas irão operar no local evitando a formação de aglomerações, além de 10 salva-vidas e dois operadores de drones. Pela AMC, um total de 144 agentes estão envolvidos na operação de fiscalização.

Denúncias

A população pode denunciar casos de descumprimento das medidas de prevenção e controle da Covid-19 por meio do número 156, da Agefis, e também pelos telefones 150, 3252-2155, 3252-1571 e 3252-1587, da Vigilância Sanitária do Estado do Ceará e Central da Plataforma Ceará Transparente.

Também é possível fazer denúncias pelo número 136, da Ouvidoria Geral do SUS e Ministério da Saúde; ou ainda para o 127 ou 0800.28.11.553, do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), além do telefone 190 da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) da SSPDS.

*Colaboraram os repórteres Gabriela Custódio, Marcela Tosi, Wanderson Trindade, João Gabriel Trez e Alice Sousa