PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Confira o movimento de ônibus em Fortaleza nesta terça de ataques

A Rodoviária da Messejana funciona normalmente, mas o terminal só opera com 70% da frota. Há policiamento reforçado no local.

21:02 | 24/09/2019
Policiais no Terminal de Antonio Bezerra. Voltam novamente ataques em Fortaleza, a ônibus e repartições.
Policiais no Terminal de Antonio Bezerra. Voltam novamente ataques em Fortaleza, a ônibus e repartições.(Foto: Mauri Melo/Mauri Melo)

Desde a última sexta-feira, 20, ataques criminosos ocorrem em todo o Ceará. Devido a isso, nesta terça-feira, 24, apenas 75% da frota de ônibus estão circulando. Na noite de hoje, O POVO Online visitou alguns pontos de Fortaleza, como terminais e pontos da Cidade, para verificar a movimentação.

A Rodoviária da Messejana funciona normalmente, mas o terminal só opera com 70% da frota. Há policiamento reforçado no local. A Linha "663 - Gereberaba/Messejana" não está operando com nenhum veículo, já as demais estão com frota reduzida, muitas acompanhadas de policiais. 

Um cobrador de ônibus que não quis ser identificado declarou ao O POVO Online acreditar que a resposta da Polícia à onda foi mais rápida em comparação aos ataques de janeiro. "Hoje mesmo já rodamos acompanhados de três policiais. Assim dá para trabalhar mais tranquilamente", testemunhou ele, que trabalha na linha 635 - Tamandaré/Messejana.

Outro motorista da linha Parangaba/Messejana disse que, mesmo acompanhado de três policiais, a sensação de insegurança e vulnerabilidade não mudam. "De repente, [criminosos] podem entrar no ônibus e mandar descer. Mesmo tendo três armas ali, a gente não está protegido. A gente torce para que pelo menos dê tempo de tirar o cinto e descer", afirmou.

Os passageiros afirmam que estão tentando voltar mais cedo para casa, receosos de que a frota seja recolhida.

OUTROS PONTOS

A alça do viaduto que dá acesso da BR-116 ao Cambeba tem pelo menos dois quilômetros de engarrafamento, indo da BR até a Frei Cirilo e o semáforo de acesso à Av. Ministro José Américo. Há muito policiamento na BR 116, próximo à saída do terminal. Há também viaturas em ambos os lados da rodovia, perto da rua Manoel Arruda.