Participamos do

Hard Rock Hotel Fortaleza utiliza mesmo recurso de engenharia usado no Pentágono

Além disso, as quadras poliesportivas e de tênis do empreendimento serão projetadas pela empresa que construiu as pistas de atletismo dos Jogos Olímpicos
16:01 | Out. 23, 2021
Autor Alan Magno
Foto do autor
Alan Magno Estagiário do O POVO Online
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Com previsão de entrega para 2022, as obras do Hard Rock Hotel Fortaleza utilizam a tecnologia MCI®, uma película anti-corrosão, como forma de garantir maior segurança e estabilidade a infraestrutura do hotel de luxo. Os detalhes da implementação do recurso de infraestrutura foram repassados com exclusividade ao O POVO pela marca. 

A tecnologia usada na obra é a mesma aplicada em outras obras de grande porte ao redor do mundo. Um dos exemplos mais imponentes com a película anti-corrosão é o Pentágono, a sede do Departamento de Segurança e Defesa dos Estados Unidos. 

Outro grande empreendimento que usa a tecnologia é o Burj Khalifa Tower, em Dubai. O arranha-céu possui 828 metros de altura e 163 andares, sendo o prédio mais alto do mundo. A tecnologia funciona como se fosse uma "blindagem do concreto" por atuar uma película anti-corrosão que inibe e previne que elementos reajam nas estruturas de concreto de suas obras.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Assim, as vigas de sustentação e todo o restante da estrutura sofrerão menos impactos das ações do tempo e de qualquer outro evento externo que venha a ocorrer. Além disso, a tecnologia não representa riscos adicionais ao meio ambiente. 

LEIA TAMBÉM | 70% dos compradores do Hard Rock Hotel Fortaleza são de fora do Ceará

Hard Rock Hotel Fortaleza terá música embaixo d'água; veja outras atrações

O recurso foi desenvolvido pela empresa americana Cortec Corporation e implementado no empreendimento em Fortaleza pela incorporadora VCI. A empresa é responsável pelos oito hotéis luxuosos da marca Hard Rock no Brasil, sendo dois no Ceará. 

“A complexidade e o nível de exigência na construção de um projeto desse porte, demanda que as nossas obras tenham fornecedores com uma sofisticada prestação de serviços e ao elevar a régua para um patamar tão alto, a nossa equipe de engenharia necessita buscar fornecedores internacionais muito específicos e que atendem a diversos projetos globais.”, destaca Samuel Sicchierolli, presidente da VCI.

Em parceria com a incorporadora multinacional, as obras do Hard Rock Hotel Fortaleza contam ainda com outras empresas. A BN Engenharia é a construtora que gerencia a realização das obras e conforme a marca revela ao O POVO, "a construção avança em ritmo acelerado e inicia um novo estágio de definição de fornecedores para diversas realizações". 

Com heliporto, 46 elevadores, sistema de energia sustentável e capacidade para até 30 mil moradores, o empreendimento terá ainda quadras poliesportivas e de tênis construídas pela mesma empresa responsável pelas pistas de atletismos dos Jogos Olímpicos. A construção será operacionalizada pela empresa Lisonda, que também projetou pistas para torneios como Copa Davis, Uruguai Open e Brasil Open.

Além deste equipamento, a rede hoteleira norte-americana já constrói o Ilha do Sol, no norte do Paraná, e o de São Paulo, na avenida Paulista. Também investirá em um em Campos do Jordão, em Foz do Iguaçu, em Natal, Recife e no Hard Rock Hotel Jeri. Ao todo, o Valor Geral de Vendas (VGV) é de R$ 6 bilhões.


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags