Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Hard Rock Hotel Fortaleza: heliponto, 46 elevadores e energia para 30 mil habitantes; conheça a estrutura

Serão mais de 300 objetos de artistas mundiais no resort, como uma guitarra do Bon Jovi, vestidos da Shakira e da Rihanna, e uma bateria dos Guns N’ Roses
17:27 | Set. 15, 2021
Autor Beatriz Cavalcante
Foto do autor
Beatriz Cavalcante Articulista quinzenal do O POVO
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O POVO detalha o que o Hard Rock Hotel Fortaleza, em Paraipaba, na praia de Lagoinha, terá de infraestrutura ao ter as obras entregues em 2022. O ano é de estreia da marca no segmento do Brasil, por meio da VCI SA, incorporadora da grife no País. O primeiro dos oito resorts Hard Rock será no Ceará e terá heliponto, 46 elevadores e energia suficiente para 30 mil habitantes, devido ao uso de tecnologias.

Além deste equipamento, a rede hoteleira norte-americana já constrói o Ilha do Sol, no norte do Paraná, e o de São Paulo, na avenida Paulista. Também investirá em um em Campos do Jordão, em Foz do Iguaçu, em Natal, Recife e no Hard Rock Hotel Jeri. Ao todo, o Valor Geral de Vendas (VGV) é de R$ 6 bilhões.

Conheça a estrutura em Lagoinha

Segundo a VCI SA, o complexo em Lagoinha, por exemplo, possui mais de 180 mil m² de área, com cerca de 700m de frente, “pé na areia”, com áreas para eventos internos e externos, arena de shows, dois complexos aquáticos, cinco restaurantes de marcas exclusivas, quadras esportivas e lounges com bares.

Ainda tem lojas da Rock Shop, Rock Spa, área para kids e teens (Roxity Kids Club), estúdio de gravação, além de heliponto homologado para agilizar o traslado do Aeroporto de Fortaleza para o resort a 100 km da Capital.

Na área de tecnologia e automação, o Hard Rock Fortaleza terá sistema de áudio com equipamentos em todos os ambientes do hotel e promete até som subaquático na piscina. Já a temperatura ambiente será controlada de acordo com a posição do sol. 

Imagem da construção da piscina do Hard Rock Fortaleza que terá som embaixo d'água
Imagem da construção da piscina do Hard Rock Fortaleza que terá som embaixo d'água (Foto: ISANELLE/Divulgação)

Em quesito de sustentabilidade, contará com placas de energia solar e iluminação do tipo LED, detalhando chegar a até 80% de economia ante iluminação incandescente. Conforme a VCI, o empreendimento terá 46 elevadores e tem consumo equivalente a uma cidade de 30 mil habitantes devido ao investimento em tecnologias.

Na construção, que envolve mais de 1.800 km de cabeamentos, 10 km de tubulões subterrâneos, 6 mil betoneiras de concreto, a empresa desenvolve estação própria de tratamento de esgoto, compostagem e reciclagem de resíduos orgânicos.

Sobre as estratégias de biossegurança, os quartos terão luz ultravioleta para esterilização. E seguindo uma tendência norte-americana e europeia, os hotéis da rede também irão oferecer ao hóspede a opção de desinfecção do apartamento todos os dias. Na área comum, os elevadores, por exemplo, serão higienizados a cada hora.

Já na área dos apartamentos, a marca divulga que todos os hotéis serão entregues mobiliados, decorados e equipados padrão hospedagem de luxo. "Ressalte-se que a mobília, tanto dos apartamentos do prédio principal, quanto das mansões à beira mar e das townhouses - construções características dos Estados Unidos, têm sua atualização prevista a cada cinco anos, de acordo com os padrões da marca", informa a VCI SA.

Na decoração, já são características, em todo o mundo, as memorabílias, itens do acervo de artistas da música mundial. Serão mais de 300 objetos, como uma guitarra do Bon Jovi, vestidos da Shakira e da Rihanna, e uma bateria dos Guns N’ Roses.

O transporte desses itens para o Brasil gira em torno de R$ 6,5 milhões, tendo em vista o custo do seguro dos itens, bem como a logística, montagem de cases e instalação de segurança. 

Os hotéis Hard Rock serão multipropriedade

Os empreendimentos Hard Rock Hotel no Brasil funcionam na modalidade de multipropriedade, trazida para empreendimentos de alto padrão pela VCI SA.

A Lei 13.777, ou Lei da Multipropriedade, foi publicada em dezembro de 2018. O proprietário, ao adquirir uma fração, detém de 1/26 do imóvel e pode usufruir, de forma vitalícia, por duas semanas ao ano de seu imóvel com serviço de hotelaria cinco estrelas, sem precisar pagar por sua estadia pelo resto da vida.

A propriedade de férias pode ser alugada, gerando renda passiva, por meio do pool do hotel para outros hóspedes.

O proprietário ainda pode escolher trocar suas semanas de uso por hospedagens em outros 4.300 destinos no mundo todo.

Neste modelo, há possibilidade de se tornar proprietário de uma casa de férias com escritura registrada, além de vender, alugar ou deixar como herança para os herdeiros.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags