Participamos do

Black Friday: quando começa e dicas para não ser enganado

A Black Friday no Brasil deste ano já tem data marcada: dia 26 de novembro, a última sexta-feira do mês. Mas, atenção, cuidado com as ciladas! Veja dicas de como escapar das propagandas enganosas
00:05 | Out. 11, 2021
Autor Carolina Parente
Foto do autor
Carolina Parente Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Em 2021, a Black Friday, maior data de ofertas e promoções de varejo no Brasil, acontecerá no dia 26 de novembro, a última sexta-feira do mês. Muitos estabelecimentos ampliam o período de liquidações durante uma semana, geralmente iniciando na segunda-feira anterior à Black Friday.

Alguns varejistas deixam suas promoções de sexta-feira até a segunda-feira seguinte, conhecida como Cyber Monday, ou “segunda cibernética” - dia dedicado ao incentivo de compras on-line por meio dos descontos característicos da Black Friday.

Há, ainda, lojas que estendem o período de promoções por todo o mês de novembro. Pequenos e grandes varejistas aderem à Black Friday ofertando uma variada gama de produtos por preços menores do que o usual. Algumas lojas chegam a oferecer descontos de até 80%, sendo a data uma oportunidade para comprar algo necessário ou mesmo realizar as compras de Natal com antecedência!

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Black Friday 2021: o que é a "Black Fraude"?

Em 2020, reclamações na Black Friday cresceram 45% nas primeiras horas do evento, sendo os maiores problemas relacionados à propaganda enganosa, que obteve 28,17% das objeções feitas pelos consumidores no site Reclame Aqui. Os descontos representam o maior atrativo da Black Friday, mas o consumidor deve estar atento e pesquisar os preços dos produtos que deseja comprar antes do período de promoções.

Quando outubro chega, muitas lojas elevam os preços para, em seguida, reduzi-los novamente durante a semana ou dia em que se propõem a liquidar as mercadorias, gerando a falsa sensação de barateamento dos produtos. Assim, o comprador pode achar que economizou - mas, na verdade, comprou um determinado bem pelo preço original.

Neste primeiro balanço feito em relação ao evento do ano passado, o marketplace das Lojas Americanas lideraram as reclamações, com 249 entradas no site, seguido pela Kabum (164), Magazine Luíza (138), Casas Bahia (127), Submarino (117), Ame Digital (112), Lojas Renner (103), Lojas Americanas - loja online (100), Riachuelo (97) e Mercado Livre (68). Portanto, pesquise bem e com antecedência antes de efetuar qualquer compra durante a Black Friday.

Black Friday: conheça apps que vão ajudar a economizar em compras online 

O programa Dei Valor, do O POVO, separou uma lista de aplicativos que vão ajudar você a procurar o produto e pagar pelo menor preço. Comprar pela internet permite que você tenha os mais diversos sites para encontrar o que procura. Mas, essa grandiosidade pode contribuir para que você nem sempre consiga economizar. Veja o vídeo clicando aqui ou no player abaixo:

 

 

 

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags