Participamos do

PIB do Ceará cresce 18,39% no 2º trimestre de 2021 e supera retração gerada pela pandemia

Anúncio foi feito pelo governador do Ceará, Camilo Santana (PT) em transmissão ao vivo pelas redes sociais nesta terça-feira, 28 de setembro.
13:18 | Set. 28, 2021
Autor Alan Magno
Foto do autor
Alan Magno Estagiário de jornalismo
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Em transmissão ao vivo pelas redes sociais, o governador do Ceará, Camilo Santana (PT) antecipou os resultados do Produto Interno Bruto (PIB) do Estado. Conforme anúncio realizado na manhã desta terça-feira, 28 de agosto, o Ceará cresceu 18,39% no 2º trimestre de 2021, em comparação com o 2º trimestre de 2020, tendo desempenho superior ao do PIB nacional.

O resultado positivo, referente aos meses de abril a junho deste ano em relação ao ano anterior, representa um cenário de recuperação econômica. Ainda conforme informações antecipadas pelo governador do Ceará, quando feita a mesma comparação de período, o crescimento do PIB nacional foi de 12,4%. 

LEIA TAMBÉM | Economia do Ceará cresce acima do Brasil no segundo trimestre de 2021, puxada por indústria

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

+ Economia do Ceará cresce 0,8% de abril a junho ante janeiro a março de 2021

+ Economia do Ceará crescerá 6,24% até o fim do ano, prevê Governo do Estado

"Isso é uma informação muito significativa para nós, é um dado muito positivo para o Ceará. Isso significa que a economia está em crescimento, está gerando novos empregos, novas oportunidades, que é tudo o que nós queremos", complementou Camilo ao divulgar as informações. 

O número expressivo acontece após um período de grandes retrações sofridas em virtude da pandemia de Covid-19, porém, ainda fornecem base para perspectivas de crescimento animadoras. 

A soma das riquezas do Estado entre janeiro e junho de  2021 atingiu patamar superior à de 2020. Camilo frisou que, de acordo com projeções do Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), o resultado do 2º semestre de 2021 aponta para um crescimento de "quase 1%", o que significa uma recuperação da queda registrada no ano passado e expressa, ainda, desempenho levemente acima dos patamares pré-pandemia. 

O resultado do PIB cearense será detalhado pelo Ipece em evento virtual a ser realizado ainda na tarde desta terça-feira, 28.

LEIA MAIS | PIB do Brasil no 2º trimestre de 2021 recua 0,1% ante 1º trimestre, afirma IBGE

"Pode parecer pouco, mas se considerarmos que a projeção para o Brasil é um saldo negativo de 0,1%, o Ceará sai na frente mais uma vez. Como sempre tenho dito, além da pandemia, a outra grande preocupação que eu tenho tido é a geração de empregos. Precisamos gerar oportunidade para promover a recuperação econômica e expandir o crescimento do Estado", reforça Camilo ao comentar os resultados.

O aumento tem sido impulsionado pelo setor industrial, e apoiado por resultados significativos do segmento de serviços e da agropecuária. A recuperação econômica no Estado, conforme Camilo, é a prioridade dos investimentos estaduais: "são seis anos consecutivos como Estado que mais faz investimento público do País, entre todas as 27 unidades federativas do País". 

Camilo reforçou ainda que os resultados consolidados levam em conta apenas os dois primeiros trimestres do ano e que com o avanço da economia, aliado aos pacotes de investimentos captados pelo Estado em diversos segmentos, em especial do setor de energia renováveis. 

"A previsão do Ipece é de que PIB do Ceará cresça até o fim ano 6,24%, enquanto o estimado para o Brasil vai estar em 5,77%, então isso mostra o sucesso de nossa política de governança, a força de nossa saúde fiscal que nos permite tantos investimentos", afirmou o governador. 

Durante o anúncio, o líder do executivo cearense agradeceu ainda a confiança e o apoio dos demais gestores que compõem o governo, bem como dos investidores que escolheram aplicar capital em empreendimentos no Ceará e aos empreendedores locais. "Seguiremos na missão de sempre gerar mais empregos e oportunidades para todos os cearenses", finalizou Camilo. 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags