PUBLICIDADE
Ceará
Noticia

Pamella Holanda fala sobre agressões de DJ Ivis: "Ele não demonstrava nenhum arrependimento"

Segundo a vítima, o artista não chegava a pedir desculpa nem afirmar que mudaria de atitude após as agressões

Júlia Duarte
17:21 | 13/07/2021
A vítima relatou que o artista não pedia desculpas nem se arrependia  (Foto: Reprodução/Rede Globo)
A vítima relatou que o artista não pedia desculpas nem se arrependia (Foto: Reprodução/Rede Globo)

A arquiteta Pamella Holanda conversou com Fátima Bernardes no "Encontro" na manhã desta terça-feira, 13. Ela revelou que o ex-marido, DJ Ivis, não demonstrava arrependimento após praticar as agressões, registradas em Boletim de Ocorrência (B.O) e nos vídeos divulgados nas redes sociais.

No último domingo, 11, Pamella decidiu tornar públicas algumas das agressões que vinha sofrendo há meses. Durante a entrevista, ela explicou que as imagens com as agressões começaram a ser registradas em câmera em dezembro de 2020, mas que já vinha sofrendo violências desde que estava grávida de Mel, hoje com nove meses.

A influenciadora afirmou que, quando olhava as imagens, não conseguia imaginar que era ela nas gravações."Eu não queria ser exemplo, estatística, jamais imaginei isso para a minha vida. Espero que as autoridades deem atenção a todos os casos, e não só ao meu por envolver uma pessoa conhecida", disse.

"Não há justificativa para uma agressão, o ato de bater é uma ação, é o propósito de quem age assim", disse Pamella. Ela também contou que aceitava as agressões por achar que era o temperamento do marido.

"Ele não suportava ser contrariado, e eu nunca tinha falado com a minha mãe sobre as agressões, ela descobriu presenciando. Fui orientada por pessoas até do convívio dele a denunciar. Eu tinha e tenho medo dele até hoje", explicou. As câmeras de segurança só foram instaladas por um problema de saúde que a arquiteta teve e precisou ser internada logo após o nascimento de Mel.

Uma das agressões, em dezembro do ano passado, aconteceu quando a jovem estava com Covid-19. Ela tinha recebido o aval do médico para amamentar a criança, mas Ivis não aceitou e a agrediu.

Pamella conta ainda que permaneceu tanto tempo com o DJ por desejar manter a família unida e depender financeiramente dele, além do medo de retaliações por ele ser famoso. "Por ele ser uma pessoa conhecida, tinha medo que fosse desacreditada. Vivemos em uma sociedade machista, onde a mulher quase nunca tem voz, mas decidi provar o que ele fazia contra mim."

"Não era mais amor que fazia com que estivéssemos juntos. E ele fazia tudo de propósito, não adiantava nenhum esforço meu para que ele agisse diferente", contou ela.

"Ele não demonstrava nenhum arrependimento", ressaltou ainda a arquiteta, explicando que o ex-marido não passava pelo ciclo das desculpas e promessas típicas de relacionamentos abusivos. Essa é uma das fases comuns em casos de violência doméstica. Além dele, existe o aumento da tensão, geralmente com brigas, as agressões em si e então o pedido de desculpas.