PUBLICIDADE
Ceará
Noticia

Nível do Castanhão sobe e açude pode já receber primeiras águas do São Francisco

Mesmo com o crescimento no acumulo de água apontado nos números, ainda não é possível afirmar que efeito seja causado pelas águas do São Francisco

20:23 | 09/03/2021
Régua para medição do Açude do Castanhão. Barragem do Açude do Castanhão nesta terça-feira, 9 (Foto: Aurelio Alves)
Régua para medição do Açude do Castanhão. Barragem do Açude do Castanhão nesta terça-feira, 9 (Foto: Aurelio Alves)

Depois de quedas contínuas no primeiro mês da quadra chuvosa, o nível do açude Castanhão parou de cair e começou a subir neste mês de maio. Efeito das chuvas, sobretudo na região do Cariri, que chegam ao açude pelo rio Jaguaribe. E há possibilidade de que já haja impacto também das primeiras águas da transposição do rio São Francisco, embora ainda não haja certeza. Essa confirmação só haverá com aumento mais expressivo do nível do reservatório.

Especial | À espera de Francisco

Especial | As águas de Francisco

"Já tinha água no rio Jaguaribe vinda da quadra chuvosa no Cariri. Até que tenha um aumento relevante ainda não é possível confirmar que essas águas são do São Francisco", explica o administrador do Complexo Castanhão por parte do Departamento de Obras Contra as Secas (Dnocs), Braulino Coelho.

Clique na imagem para abrir a galeria

No último dia 1º de março, a abertura da comporta do km 53 das obras do Cinturão das Águas do Ceará – CAC iniciou o caminho das águas do Velho Chico até o Castanhão. A água avança mais rápido do que se projetava. O maior açude do Ceará é responsável pelo abastecimento de municípios do Vale do Jaguaribe e da Grande Fortaleza.

LEIA TAMBÉM| Ceará tem redução de 66% nas notificações de casos de arboviroses em janeiro e fevereiro

LEIA TAMBÉM| Açude Germinal é o terceiro a sangrar no Ceará em 2021

A quadra chuvosa teve início em fevereiro. Apesar disso, desde o início do mês passado, o nível do Castanhão vinha em queda contínua. As chuvas e água trazida pelo Jaguaribe não eram suficientes para compensar a evaporação e a liberação de água para consumo. Todavia, desde o início de março, começou uma gradual elevação de nível. Conforme números da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), de 1º de março até esta terça-feira, 9, o nível do açude passou de 10,11% para 10,32%.

Veja também |

Vídeo mostra água da Transposição do Rio São Francisco chegando a Missão Velha

Conheça o caminho das águas da transposição do São Francisco até Fortaleza

Transposição do Rio São Francisco reflete disputas políticas históricas no Brasil