Participamos do

Evangélicos, Marília Mendonça e seu tio não terão Missa de Sétimo Dia

Marília Mendonça e seu tio, Abiceli Silveira, não terão Missa de Sétimo Dia, pois eram evangélicos. Também vítima do acidente de avião, o produtor Henrique Ribeiro, no entanto, receberá a homenagem
17:18 | Nov. 10, 2021
Autor Redação O POVO
Foto do autor
Redação O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A cantora Marília Mendonça e seu tio, Abiceli Silveira Dias Filho, mortos em acidente de avião na última sexta-feira, 5, não terão Missa de Sétimo Dia. Isso porque “ambos eram evangélicos”, segundo a assessoria da artista, portanto não celebram missas. Conforme o catolicismo, a Missa de Sétimo Dia acontece uma semana após a morte de determinada pessoa.

A assessoria se posicionou hoje, quarta-feira, 10, após a divulgação da missa do produtor Henrique Bombim Ribeiro, que também foi vitimado pelo acidente. Sua missa ocorrerá nesta quinta-feira, 11, às 19 horas e 30 minutos na Paróquia Nossa Senhora da Assunção, em Goiânia, e será celebrada pelo padre Marcos Rogério.

Morte de Marília Mendonça: entenda o acidente

Marília morreu em acidente aéreo próximo à cidade de Piedade de Caratinga, no Vale do Rio Doce. O avião em que estava, de pequeno porte, decolou de Goiânia e tinha como destino a cidade de Caratinga, onde faria uma apresentação na noite do mesmo dia. Além de Marília, outras quatro pessoas morreram: o produtor Henrique, o tio e assessor da cantora, Abicieli, além do piloto e copiloto da aeronave.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Ainda não se sabe o motivo da queda do avião da artista goiana e as causas serão estudadas pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa). A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) disse que a aeronave em que a cantora estava atingiu uma linha de distribuição antes da queda. A estatal esclareceu que o equipamento seguia normas técnicas e estava fora da zona de proteção do Aeródromo de Caratinga.

As cinco vítimas já estavam mortas quando socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegaram ao local em que o avião caiu. A informação foi divulgada em coletiva de imprensa na noite desta última sexta-feira, 5, pela Polícia de Minas Gerais. De acordo com o delegado regional Ivan Lopes Sales, quando os socorristas chegaram ao local, foi inicialmente constatado o óbito dos três passageiros. “Quando a equipe chegou, certamente já estavam mortos”, afirmou. Depois, piloto e copiloto também foram declarados sem vida”, explicou.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags