Participamos do

Acidente envolvendo Marília Mendonça: Atenção se volta para segurança dos aeródromos

De acordo com especialista, o Ceará é destaque na atenção e cuidados com os aeródromos
07:54 | Nov. 09, 2021
Autor Ana Louise Gadelha de Melo
Foto do autor
Ana Louise Gadelha de Melo Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O acidente aéreo que matou a cantora Marília Mendonça e outras quatro pessoas, na última sexta-feira, 5, em Caratinga (MG), gerou curiosidade sobre o atual nível de sinalização e segurança nos aeródromos espalhados no País. A aeronave onde a cantora estava atingiu um cabo da torre de distribuição da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) e perdeu sustentação, o que poderia ter levado ao acidente. Diante dessa tragédia, a comoção das pessoas se voltou para a curiosidade em saber da atual situação e credibilidade dos espaços de embarque e desembarque.

No Ceará, o comandante da TAF Linhas Aéreas e piloto, Aristón Pessoa Filho, comenta à Rádio O POVO/CBN que a legislação dos aeródromos, regida pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), é muito clara e objetiva. Segundo ele, no Ceará sempre houve um grande cuidado sobre os campos de aviação, sendo um dos estados nordestinos com melhores condições dos equipamentos.

“O aeródromo, quando é feito, obedece a todos os critérios, mas ao longo do tempo se colocam fios, construções, pinturas, balizamento; e tudo isso, logicamente, precisa passar pelas manutenções durante os anos, e o Ceará faz isso com muita maestria”, afirma Aristón Pessoa.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Segundo o G1 de Minas Gerais, a aeronave estava em uma situação regular conferida pela Anac e contava com uma equipe experiente em seu comando. Entretanto, no local do acidente, alguns pilotos que já haviam voado pela região, relataram aos órgãos aéreos do Estado que os fios elétricos poderiam atrapalhar o pouso no aeródromo de Caratinga.

Leia Mais - Mamonas Assassinas, Gabriel Diniz e Ricardo Boechat; relembre acidentes aéreos com famosos

De acordo com Aristón Pessoa, o avião estava voando abaixo da rampa de aproximação, ou seja, em uma altura menor do que a indicada pelas normas de aviação. O comandante acredita também que, se houvesse a presença das chamadas bolas de sinalização no local, o piloto que estava no avião teria mais chances de evitar o acidente.

A morte de Marília Mendonça segue repercutindo de forma intensa mundialmente. A cantora se tornou, neste último final de semana, a pessoa mais ouvida no Spotify mundial, com 28,6 milhões de streams no dia. As homenagens de família, fãs e parceiros de trabalho continuam com forte destaque e carinho.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags