PUBLICIDADE
Brasil
Noticia

Líder religioso denuncia intolerância de policiais em terreiros no interior de Goiás

Policiais que participam da operação que busca capturar Lázaro Barbosa teriam invadido terreiro e quebrado itens de religiões com matrizes africanas

11:02 | 20/06/2021
Lázaro Barbosa, suspeito de chacina contra família, continua foragido e cometendo crimes pela região  (Foto: Reprodução/Polícia Civil DF e GO)
Lázaro Barbosa, suspeito de chacina contra família, continua foragido e cometendo crimes pela região (Foto: Reprodução/Polícia Civil DF e GO)

Em um vídeo que circula nas redes sociais, o pai de santo André Vicente de Souza afirma que foi coagido por agentes de segurança que participam da operação em busca de Lázaro Barbosa, 32, acusado de praticar uma chacina que vitimou quatro pessoas de mesma família, em Ceilândia, cidade-satélite de Brasília.

No vídeo, o líder religioso diz que os policiais entraram no local em que as celebrações religiosas acontecem e quebraram duas portas, além de agredirem o caseiro que cuida da propriedade. Segundo Vicente de Souza, ele ainda tentou conversar com os policiais, entretanto, os agentes ordenaram que o pai de santo deveria ficar calado.

"Eu tive que dizer que tinha 80 anos, que eles podiam respeitar um pouco, que eu tinha idade para ser pai deles, eles mandaram eu calar a boca", relata Vicente de Souza.

No documento em que consta o relato de Vicente de Souza, ele alega que autoridades policiais estiveram em seu terreiro de Candomblé em duas ocasiões, no último dia 15 e no dia 18, os agentes teriam dito que estavam realizando buscas para encontrar Lázaro Barbosa. Além de agredirem o caseiro, itens religiosos também foram quebrados, segundo o relatado no documento.

O presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Legislativa do Distrito Federal, Fábio Felix (PSOL), utilizou as redes sociais para comentar o caso.

"É inaceitável que tentem vincular o comportamento criminoso de Lázaro às religiões de matriz Africana. Temos denunciado essa intolerância religiosa e vamos pedir apuração dessas condutas!", disse Felix.

O escritor e pesquisador, Alan Rios, publicou a denúncia feita pelo pai de santo em suas redes sociais. O vídeo já possui mais de 220 mil visualizações.

LEIA TAMBÉM| Para além de Lázaro Barbosa: entenda o que caracteriza o comportamento de um serial killer

"Ele tinha uma fé em Deus muito grande", diz mulher de Lázaro Barbosa