Participamos do

Lázaro Barbosa escapa da Polícia e pode estar ferido, diz secretário

O homem é suspeito de uma chacina no Distrito Federal e está foragido há nove dias. O cerco em que Lázaro conseguiu escapar aconteceu no mesmo local onde ele teria sido visto no início desta quinta-feira
23:32 | Jun. 17, 2021
Autor Redação O POVO
Foto do autor
Redação O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Atualizada às 23h55min

Após tiroteio nesta quinta-feira, 17, Lázaro Barbosa conseguiu fugir novamente da Polícia e pode estar ferido, de acordo com informações divulgadas pelo G1 depois de coletiva de imprensa concedida pelo secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda. O homem é suspeito de uma chacina em Ceilândia no Distrito Federal e está foragido há nove dias.

LEIA TAMBÉM | Caso Lázaro Barbosa: tudo que se sabe sobre chacina de família em Brasília

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Ele disse que um cão farejador achou um pano ensanguentado, o que pode indicar até um ferimento grave. “Ele tentou acertar um dos cachorros, policiais visualizaram e revidaram. Ele entrou em uma vala e depois, provavelmente, na água, e os policiais perderam o rastro dele", disse o secretário. O gestor ponderou ainda que o home está cada dia mais cansado. "Ele está fugindo, está na zona de conforto dele. Estamos apertando e ele está espirrando para onde ele pode”, acrescentou em coletiva.

Por volta das 17h10min um tiroteio foi registrado na região onde acontecem as buscas por Lázaro Barbosa. Moradores de Cocalzinho de Goiás, distrito onde a operação acontece, relatam terem ouvido mais de 50 disparos após a força tarefa ter iniciado uma movimentação tanto por terra como em helicópteros. O embate aconteceu no mesmo local onde ele teria sido visto no início desta quinta-feira e policiais encontraram um possível esconderijo do homem.

As buscas pelo homem continuam no nono dia, com um efetivo de mais de 200 agentes de segurança de diferentes corporações, assim como helicópteros e drones com sensores de infravermelho. Nesta sexta-feira, agentes da Força Nacional também se uniram aos órgãos de segurança locais. Lázaro é acusado de assassinar quatro pessoas da mesma família na última quarta-feira numa chácara do DF. Uma quinta vítima teria sido feita em Goiás. Ele já tem uma condenação por homicídio no Estado da Bahia e é também procurado no DF e em Goiás por crimes de roubo, estupro e porte ilegal de arma de fogo.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags