Participamos do

Kayzer fala sobre fim de semana decisivo para o Fortaleza, com semifinal e sorteio da Libertadores

Em coletiva concedida nesta quinta-feira, 24, o atacante Renato Kayzer comentou sobre os dois acontecimentos. Ele revelou estar ansioso para conhecer os adversários da primeiramente na competição continental e valorizou a disputa da Copa do Nordeste
17:52 | Mar. 24, 2022
Autor Brenno Rebouças
Foto do autor
Brenno Rebouças Repórter
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O fim de semana do Fortaleza será de definições. Na sexta-feira, 25, o clube vai conhecer os adversários com quem dividirá grupo na primeira fase da Copa Libertadores da América. Já no sábado, 26, o Leão entra em campo pela semifinal da Copa do Nordeste, contra o Náutico, visando chegar em mais uma decisão do torneio regional.

Em coletiva concedida nesta quinta-feira, 24, o atacante Renato Kayzer comentou sobre os dois acontecimentos. Ele revelou estar ansioso para ver o grupo em que o Tricolor cairá na primeira fase da competição continental e ressaltou que o sorteio, por si só, já será memorável, já que é a primeira vez do Tricolor no certame.

"Um dia histórico para o clube, acho que todos que fazem parte, que vivem o dia a dia do time, os torcedores vão estar ligados. Acho que será um dia feliz para todos. Espero que a gente possa se dar bem nessa competição, que é muito grande, que a gente possa fazer um grande campeonato. Estou ansioso também pelo sorteio", disse.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Quanto ao jogo contra o Náutico, pelo Nordestão, Kayzer qualificou como difícil, até por já ter visto esse embate na primeira fase. “Quando cheguei, teve o jogo do Náutico e eu assisti. É uma equipe competitiva, acredito que o professor e o pessoal da análise (de desempenho) vai passar os melhores momentos e as características da equipe deles para a gente estudar e fazer um grande jogo", espera.

O atacante também falou sobre as dificuldades das duas competições. No Nordestão, ele lembrou que nenhuma equipe faturou o torneio de forma consecutiva desde a retomada, em 2013. Quanto à Libertadores, Kayzer acredita que é mais complicado de se jogar que a Série A do Brasileiro.

"A Copa do Nordeste é um campeonato difícil, a gente sabe que todos os anos tem campeões diferentes, ninguém consegue manter sempre os títulos, a gente tem que pensar agora no Náutico. Vai ser um jogo muito difícil no sábado [...] E sobre a Libertadores, é o nível mais alto de stress, de competitividade, de disputa e de qualidade. É um campeonato muito difícil, mais ainda que o Brasileiro porque acaba pegando esses times catimbeiros de outros países”, avalia.

Apesar de colocar a Libertadores no patamar de maior dificuldade, dentre todas as competições da temporada, o camisa 79 crê que o Leão está preparado para a disputa. “Acho que nosso time tem totais condições de jogar esse campeonato e espero que a gente possa chegar muito bem fisicamente e mentalmente para conseguir (fazer) jogos bons e conquistar a classificação na primeira fase, que é muito importante. Vai ser muito legal pro clube", disse.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Leia Mais.

Aceitar