Participamos do

Por R$ 1 milhão, Fortaleza deve exercer opção de compra de Matheus Jussa

Com valor milionário previamente fixado para aquisição, Tricolor já pagou R$ 150 mil ao Oeste-SP pelo empréstimo e desembolsaria mais R$ 850 mil para ter o volante em definitivo
16:09 | Ago. 18, 2021
Autor Afonso Ribeiro
Foto do autor
Afonso Ribeiro Repórter de Esportes
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

À procura de reforços no mercado da bola enquanto a janela de transferências internacionais segue aberta, o Fortaleza também se movimenta para assegurar a permanência de peças do atual elenco. Contratado para a temporada 2021, o polivalente volante Matheus Jussa tem opção de compra fixada em R$ 1 milhão no empréstimo junto ao Oeste-SP e deve ser adquirido em definitivo pelo clube do Pici, apurou o Esportes O POVO.

Revelado pela Portuguesa-SP, o meio-campista de 25 anos atuou no Internacional-RS na última temporada e chegou ao Tricolor a pedido do então técnico Enderson Moreira. Com volantes de características mais técnicas nas últimas temporadas, a ideia do departamento de futebol era ter maior variedade de opções para a função, e Jussa se encaixou no perfil mais marcador.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Na negociação com o Oeste-SP, detentor dos direitos do camisa 16, o Leão selou o valor milionário para pré-fixar o valor da compra e pagou R$ 150 mil pela cessão até o final deste ano, valor que será abatido na transação da aquisição, apurou o Esportes O POVO. O restante da operação, portanto, movimentaria mais R$ 850 mil. O montante pode ser desembolsado até o final do ano, quando se encerra o vínculo atual.

Também utilizado como zagueiro no esquema de Juan Pablo Vojvoda, Matheus Jussa disputou 24 partidas pelo Fortaleza em 2021 e marcou um gol, na vitória por 2 a 1 sobre o Bahia, pela Copa do Nordeste. Em abril, poucos meses após chegar ao clube, destacou a rápida adaptação e elogiou o ambiente interno.

"A adaptação foi muito boa, porque fui muito bem recebido por todos no clube, desde a comissão, passando pelas pessoas que preparam a comida, os funcionários que limpam tudo, todos mesmo. Não tenho que falar nada de ruim porque fui muito bem recebido, principalmente pelos atletas, é um ambiente muito bom, agradável de se trabalhar", destacou o jogador, em entrevista coletiva no dia 7 daquele mês.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags