PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
NOTÍCIA

Vojvoda revela que árbitro se desculpou por não permitir entrada de Torres na vitória do Fortaleza

No segunda tempo, Caio Max não autorizou a entrada Igor Torres alegando demora dos jogadores do Leão para entrarem em campo

11:03 | 12/07/2021
Caio Max, árbitro de Fortaleza e Corinthians, impossibilitou que o Leão fizesse duas trocas alegando
Caio Max, árbitro de Fortaleza e Corinthians, impossibilitou que o Leão fizesse duas trocas alegando "cera" dos jogadores tricolor (Foto: Fábio Lima/O POVO)

Na vitória do Fortaleza sobre o Corinthians por 1 a 0, pela 11ª rodada do Brasileirão, houve um lance polêmico que gerou reclamação do Tricolor. Na segunda etapa, aos 32 minutos, o treinador Vojvoda preparou duas alterações, mas o juiz Caio Max Augusto só autorizou uma, na última parada permitida ao Leão, alegando “cera” dos jogadores do Pici.

|Leia mais|

Perguntado em coletiva pós-jogo, o técnico tricolor não quis se estender no assunto para evitar aumentar a polêmica e falou que Caio Max se desculpou e assumiu que estava equivocado.

“Eu falei com a arbitragem e ele me disse que se equivocou. Um equívoco, cometeu um equívoco, pediu desculpas, é um ser humano e pode ocorrer. A arbitragem está muitas vezes pressionada e eu prefiro não falar muito de arbitragem e mais do meu time”, afirmou Juan Pablo

Caio Max já é alvo de crítica de parte da torcida do Fortaleza desde a primeira rodada do Campeonato Brasileiro. O juiz da partida contra o Corinthians foi o mesmo responsável por marcar a penalidade no duelo contra o Atlético-MG. No lance em questão, o árbitro alegou falta de Titi em Hulk na área tricolor.

Abandonando as polêmicas, o Fortaleza volta suas atenções para o próximo confronto da equipe do Campeonato Brasileiro. O Tricolor terá a semana de descanso antes de encara o São Paulo no Morumbi, no sábado, 17, às 17 horas, pela 12ª rodada.