Participamos do

"Hora de virar a chave", pede presidente do Ferroviário após reunião na CBF

Newton Filho diz que entidade nacional reconheceu erro da arbitragem, garante recurso coral no STJD por anulação do jogo contra América-MG e cobra foco nas próximas competições
19:02 | Abr. 22, 2021
Autor Afonso Ribeiro
Foto do autor
Afonso Ribeiro Repórter de Esportes
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Enquanto segue em disputa nos tribunais em razão do erro de arbitragem que culminou na eliminação da Copa do Brasil, o Ferroviário tenta voltar as atenções para a sequência da temporada. Após reunião com a Comissão de Arbitragem e o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o mandatário coral, Newton Filho, destacou que o foco principal deve voltar a ser o campo.

Na última terça-feira, 20, acompanhado pelo presidente da Federação Cearense de Futebol (FCF), Mauro Carmélio, o dirigente do Tubarão se reuniu com Rogério Caboclo, mandatário da entidade nacional, e também com Leonardo Gaciba, chefe da arbitragem. A avaliação técnica da Comissão reconheceu o erro do árbitro ao não validar o gol na cobrança de pênalti de Adilson Bahia, na partida contra o América-MG, em Belo Horizonte.

"Nós tivemos uma reunião técnica, com o Gaciba e o pessoal da arbitragem. Infelizmente, fica naquela de... Acaba ficando uma situação de tentar justificar o injustificável. O pessoal da parte técnica da arbitragem e o Gaciba reconhecem o erro, mas fica na velha discussão de erro de fato e erro de direito. O que nos deixa triste é que era um lance de pênalti, como eu disse, específico, e que tem dois profissionais lá, experts no assunto, para observar só esse lance. Então, isso nos deixa um pouco cabisbaixos com a situação, mas eu vinha conversando com alguns atletas e é hora da gente virar a chave", ponderou Newton Filho.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

LEIA MAIS

+ Sorteio da Copa do Brasil ocorre nesta sexta-feira; Ceará e Fortaleza podem se enfrentar
+ Ferroviário faz campanha para "receber pix" da torcida após eliminação da Copa do Brasil

"Do ponto de vista da CBF, tivemos a reunião técnica, fomos bem recebidos lá, sempre ladeados pelo presidente Mauro Carmélio, que esteve junto conosco, participou de todas as reuniões, deu todo o apoio necessário", completou.

Eliminado do mata-mata nacional, o time da Barra do Ceará ainda terá pela frente a sequência do Campeonato Cearense, paralisado em função do decreto do Governo do Estado, e o Campeonato Brasileiro Série C. Newton destaca que a comissão técnica e os atletas têm que deixar para trás o revés e se preparar para as competições.

"Pensar no Campeonato Cearense, espero que tenhamos logo o retorno do Campeonato Cearense e pensar também já na Série C. Virar essa chave e pensar nesses campeonatos, na boa fase que a gente vem tendo, não deixar se abater por essa fatalidade, que, infelizmente, ocorreu conosco", frisou.

Nos tribunais, porém, o Ferroviário ainda mantém o assunto em pauta. O clube coral pediu a anulação da partida, mas o presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Otávio Noronha, indeferiu. O departamento jurídico recorreu e não descarta levar o caso à Justiça Comum após esgotar as instâncias esportivas.

"Claro que as ações seguem na Justiça, foi dada entrada no recurso voluntário, mas o nosso foco agora tem que ser realmente virar a chave. Passou, doeu, mas olhar para a competição seguinte, ver que a gente tem condições, tem um bom time, vive uma boa fase e lutar pelo título cearense e pelo acesso à Série B", finalizou Newton Filho.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags