Participamos do

FCF descarta paralisar Campeonato Cearense devido às investigações sobre manipulação de jogos

Presidente da Federação Cearense reconheceu que supostos jogos contaminados podem interferir nos resultados do certame, mas afirmou que precisa das conclusões dos órgãos que investigam para tomar decisões
16:55 | Jan. 25, 2022
Autor Brenno Rebouças
Foto do autor
Brenno Rebouças Repórter
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O presidente da Federação Cearense de Futebol, Mauro Carmélio, descartou a possibilidade de suspender o Campeonato Cearense enquanto o TJDF-CE e o Ministério Público do Estado do Ceará investigam uma suposta manipulação em jogos de futebol do certame estadual.

"O campeonato ser suspenso, não. A área desportiva é uma coisa, a área criminal é outra. Isso é crime. O que está ocorrendo nos bastidores, nos vestiários, nos hotéis, isso é crime. Dentro do campo, não. Dentro do campo é uma consequência do que está acontecendo. É bom o torcedor entender isso", disse Carmélio, em entrevista ao programa Esportes do Povo, da rádio O POVO CBN, nesta terça-feira, 25.

O dirigente reconheceu que os jogos supostamente contaminados podem influenciar diretamente nos resultados do Estadual, mas disse que precisa das conclusões dos órgãos que fazem a investigação para tomar decisões.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

"Não adianta teoria, (isso) vai só atingir a parte do futebol. Então nós vamos ter que ficar, do Sub-13 da Federação até a Copa Libertadores da América, (pensando que) todos os jogos serão suspeitos, porque alguma falha aconteceu, porque teve muito escanteio em um jogo, porque o lateral bateu todos (os laterais) no pé do jogador adversário. Tudo isso aí é meio de apostas destes site [...] Não posso através de uma suposição; Federação é um órgão administrativo; dar uma canetada e suspender o campeonato”, argumentou o presidente da FCF.

Mauro Carmélio disse que espera receber resultados de investigações da Polícia Federal, Polícia Civil — que será acionada —, Ministério Público do Ceará, TJDF-CE, Comissão de Ética do Futebol Brasileiro e de uma empresa privada que contratou para averiguar possíveis resultados manipulados.

Também em entrevista ao Esportes do Povo, o promotor Edvando França, titular do Núcleo do Desporto e Defesa do Torcedor (Nufdtor), braço do MP-CE, concordou que não é necessário paralisar a competição. “Não temos ainda elementos para parar um campeonato, é preciso ter cautela”, disse.

O promotor, no entanto, prometeu mais celeridade no avanço das investigações. "Os áudios são gravíssimos, áudios que relatam e confessam a existência do crime, então resta saber se essa pessoa já foi identificada, e já foi identificada. Nós já estamos adotando as providências. Ontem mesmo tive uma reunião com o Procurador Geral da Justiça, Dr Manuel Pinheiro, e a gente está traçando essas diretrizes para uma ação mais conjunta, mais coletiva, para que a gente tenha uma eficácia mais rápida, uma resposta mais rápida para a sociedade", prometeu.

Acompanhe, na íntegra, o Esportes do Povo desta terça-feira, 25:

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente