Participamos do

MPCE encaminha pedidos de investigação às supostas manipulações de resultado de jogos

Pedido ocorre após o Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol do Estado do Ceará iniciar investigação de áudios vazados em que um suposto dirigente de um clube local relata sobre manipulação de resultados em uma partida
21:18 | Jan. 20, 2022
Autor Iara Costa
Foto do autor
Iara Costa Repórter do caderno de Esportes
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio do promotor de Justiça e coordenador do Núcleo do Desporto e Defesa do Torcedor (Nudtor), Edvando França, encaminhou às secretarias executivas das promotorias de Justiça das cidades de Crato, Caucaia e Barbalha um ofício solicitando a instauração de um inquérito para investigar possíveis manipulações de resultados em jogos do Campeonato Cearense e do Brasileirão, sem especificação de divisão.

O pedido ocorre após o Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol do Estado do Ceará (TJDF-CE) iniciar investigação de áudios vazados em que um suposto dirigente de um clube local relata sobre manipulação de resultados em uma partida. A provocação, segundo o próprio presidente do TJDF, Fred Bandeira, foi feita pela Federação Cearense de Futebol, que protocolou uma notícia de infração, mas também por alguns dirigentes que o procuraram de maneira informal.

O presidente do TJDF disse que só com as investigações poderá chegar ao autor dos áudios, mas admitiu que já existe um nome especulado e por se tratar de uma pessoa que já foi suspensa pela Comissão de Ética do Futebol — o que faria do responsável um reincidente — abrirá inquérito.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

É impossível saber pelo áudios também se eles são recentes e se realmente se referem a competições profissionais do futebol cearense, mas o diretor jurídico da FCF, Eugênio Vasques, entende que independentemente do momento ou da competição, a apuração de possíveis manipulações de resultados em jogos de futebol profissionais no Estado do Ceará é importante e se confirmada, os envolvidos devem ser punidos nas esferas cabíveis.

Sobre o assunto, o Crato se pronunciou na última quarta-feira, 19, justificando que a pessoa por trás dos áudios não possui ligação com o clube. "A entidade esclarece que a pessoa que se pronuncia nos áudios não tem qualquer ligação ou relação com a diretoria da agremiação, Crato Esporte Clube. Ademais, em nenhum momento dos áudios se ver qualquer menção ao nome do presidente do Crato Esporte Clube, nem de qualquer atleta do atual elenco ou membro da diretoria. Ressalte-se ainda que, segundo averiguado pelo presidente do Crato Esporte Clube, os áudios se referem a fatos isolados e que não tem qualquer ligação com a instituição acima mencionada", escreveu.

Confira nota completa do Crato Esporte Clube:

O INSTITUTO DE DESPORTOS CRATO ESPORTE CLUBE, inscrito no CNPJ sob o nº02.320.827/0001-08, representado pelo seu presidente, o Sr. Cleuson Ivan de Sousa Barros, vem a público e na melhor das intenções, apresentar os seus esclarecimentos sobre os áudios que circularam desde a manhã de hoje nas redes sociais.

Inicialmente, a entidade esclarece que a pessoa que se pronuncia nos áudios não tem qualquer ligação ou relação com a diretoria da agremiação, Crato Esporte Clube.

Ademais, em nenhum momento dos áudios se ver qualquer menção ao nome do presidente do Crato Esporte Clube, nem de qualquer atleta do atual elenco ou membro da diretoria.

Ressalte-se ainda que, segundo averiguado pelo presidente do Crato Esporte Clube, os áudios se referem a fatos isolados e que não tem qualquer ligação com a instituição acima mencionada.

Nunca foi e jamais será do feitio da diretoria do C.E.C. participar de qualquer tipo de subterfúgio que venha a manchar a gloriosa história deste clube querido da região do Cariri.

Infelizmente, nos dias de hoje todos nós estamos sujeitos a uma condenação midiática antecipada, sem a devida apuração dos fatos, e, em muitas ocasiões sem o contraditório e a ampla defesa.

A verdade é que o Crato Esporte Clube, instituição séria que sempre pautou as suas ações dentro dos ditames da lei, tem total interesse na apuração dos fatos, seja em que instância for.

Portanto, a instituição Crato Esporte Clube se encontra à disposição para quaisquer esclarecimentos, seja diante da FCF e TJDF, bem como em qualquer outra instância, pois, sente-se tranquilo que nenhuma ligação tem com o áudios divulgados nas redes sociais, momento em que torna público o repúdio a qualquer prática de atos que manipulem resultados das partidas de futebol.

Crato/CE, 19 de janeiro de 2022.

Confira a transcrição (sic) dos áudios vazados:

"Combinado aqui só tem se for para o ao vivo e eu der sinal para tomar gol. Se o jogo não for para ao vivo aí, não tem combinado não, barãozinho, já era, fumo de novo"

"André, nós só vai tomar gol se a gente fizer e ver que eles deixaram, porque a gente vai estar assistindo ao jogo. Ninguém vai estar tomando gol de ninguém não. Mas se eles deixar nós fazer 1 a 0 e tiver acabando o primeiro tempo, aí nós força o empate, para todo mundo capotar, pronto, é assim que a gente vai trabalhar. E fazer para menos gols, o máximo possível, de preferência a gente não fazer a não levar, de preferência sair de 0 a 0 uma partida dessas, pronto, aí toma no c* tudim"

"André tu tem que falar com os caras aí que não tem mais é nada, não tem mais jogo, não tem mais é nada, nós tem que f**** todo mundo, é nós nem perder e nem ganhar, é isso que tem que ser feito. Não deixar, se a gente ganhar o primeiro tempo, sofre o empate, pronto, ninguém ganha. Tem que f**** quem f**** a gente, eu não vou dar sinal para tomar gol não, cara, você que tem que ser inteligente e fazer a situação com os jogadores aí que f****** a gente. Vamos esperar, ver como volta, né?"

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags