PUBLICIDADE
Futebol

Oswaldo de Oliveira não é mais técnico do Atlético-MG

09:45 | 09/02/2018
NULL
NULL(Foto: )

[FOTO1] O técnico Oswaldo de Oliveira não é mais treinador do Atlético. Após um início de temporada muito ruim a frente do clube mineiro, a agremiação decidiu, e comunicou na manhã desta sexta-feira, o seu desligamento.

A goda d’água foi a partida ruim diante do Atlético-AC, no empate por 1 a 1, no Acre, pela Copa do Brasil.

 

O resultado garantiu ao Galo a oportunidade de avançar na competição nacional, no entanto, a equipe se comportou mal em campo, não tinha comportamento tático interessante, se apresentava com grande desorganização e futebol coletivo fraco.

 

Como se não bastasse a partida ruim, com a cabeça quente, Oswaldo partiu para cima de um jornalista, acusando de ter escutado palavrões – algo que não ficou comprovado, sobretudo, diante de todos os microfones de televisões e rádios estarem ligados.

 

De volta a Belo Horizonte, o Atlético mostrou uma postura de apoio ao técnico. Definiu que o jornalista Léo Gomide seria proibido de entrar na Cidade do Galo. Horas depois, no entanto, chegou a decisão de desligar o comandante.

 

Oswaldo chegou ao Atlético em setembro do ano passado, com a missão de reverter o duro quadro deixado por Rogério Micale, com a equipe mal treinada e passando sufoco no Brasileirão. Mais na base da motivação do que tecnicamente, Oliveira levou o Galo de quase um rebaixamento para quase uma Libertadores. Ao todo, foram 20 jogos, oito vitórias, nove empates e três derrotas.

 

Apesar de não conseguir a Libertadores, ele ganhou a confiança da diretoria que decidiu manter o técnico. Ele participou da reformulação na janela de transferências, com as chegadas de Erik, Roger Guedes, Samuel Xavier, Arouca, Tomás Andrade e Ricardo Oliveira.

 

Fica agora a expectativa para o nome do treinador que vai assumir o comando técnico da equipe alvinegra. O nome mais cotado – e querido pelos torcedores – é de Cuca. O alto salário do ex-palmeirense, no entanto, pode ser um problema, pois o Galo vive uma temporada de secar as dívidas e organizar a vida financeira da agremiação.

 

 


Gazeta Esportiva

TAGS