Participamos do

Ceará ultrapassa 14 milhões de doses de vacinas aplicadas contra a Covid-19

A campanha de imunização vem ocorrendo para o público geral, de 18 a 59 anos, e demais grupos prioritários no Estado. Além disso, todos os municípios cearenses iniciaram a vacinação de adolescentes
23:24 | Dez. 17, 2021
Autor Mirla Nobre
Foto do autor
Mirla Nobre Repórter-trainee
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Ceará ultrapassou a marca de 14 milhões de doses de vacinas aplicadas na campanha de vacinação contra Covid-19, nesta sexta-feira, 17 de dezembro. Foram 14.035.504 doses ao todo, conforme dados da plataforma Vacinômetro, da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), consolidadas às 17 horas, dessa quinta-feira, 16. A vacinação contra a doença no Estado teve início no dia 18 de janeiro de 2021.

No Estado, mais de 6,2 milhões de pessoas completaram o esquema vacinal contra a Covid-19 (duas doses de AstraZeneca, CoronaVac, Pfizer ou dose única da Janssen). A quantidade equivale a 67,81% do total das 9,2 milhões de pessoas que residem no Estado. Quanto à população que recebeu a primeira dose (D1), são 6,9 milhões de pessoas, contabilizando 75% da população cearense. Já com a terceira dose (D3), são 891.034 pessoas que tiveram a imunização reforçada.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A plataforma da Sesa ainda mostra que, nas últimas 24 horas, mais de cinco mil pessoas receberam a D1, 15 mil a D2 e 29 mil a D3. As estimativas da quantidade populacional são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

LEIA MAIS | Vacinas da Pfizer e da AstraZeneca neutralizam variante Delta após 2ª dose

Em mais de dez meses da campanha de vacinação, o Plano Nacional de Imunização (PNI), coordenado pelo Ministério da Saúde, enviou de 17 milhões de vacinas ao Ceará, das quais 16 milhões foram distribuídas aos 184 municípios. A população vem sendo contemplada com doses das vacinas CoronaVac/Instituto Butantan, AstraZeneca/Oxford, Pfizer/BioNTech e Janssen/Johnson&Johnson — esta última requer apenas uma aplicação para a garantia da imunização completa. 

A marca foi destacada pelo governador do Ceará, Camilo Santana (PT), em publicações nas redes sociais. Conforme o gestor estadual, vem sendo realizado uma busca ativa nas escolas para identificar os adolescentes a partir dos 12 anos que ainda não foram imunizados. Além disso, o Estado aguarda a chegada das vacinas apropriadas para a vacinação das crianças a partir de 5 anos. A vacinação do público infantil foi autorizada pela Anvisa nessa quinta-feira, 16.

Confira os números da vacinação no Ceará

Total de doses aplicadas: 14.035.504

Total de D1 aplicadas: 6.906.629

Total de D2 aplicadas: 6.065.100

Total de D3 aplicadas: 891.034

Total de doses únicas aplicadas: 165.034

Campanha de vacinação

Na campanha de vacinação contra a Covid-19 no Estado, todos os municípios cearenses já começaram a vacinar a população em geral. A nova etapa da campanha acontece de forma escalonada por ordem decrescente de idade, a partir dos 59 anos. Para receber a vacina, as pessoas devem estar devidamente cadastradas na plataforma Saúde Digital, da Sesa. 

LEIA MAIS | Passo a passo: como se cadastrar para a vacinação contra a Covid-19 no Ceará

Todos os municípios cearenses iniciaram a vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos. Nessa terça-feira, 16 de dezembro, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o uso da vacina produzida pelo consórcio Pfizer-BioNTech, a Comirnaty, contra a covid-19 em crianças com idade de 5 a 11 anos.

No Ceará, a Sesa liberou o cadastramento do público infantil para a vacinação. No entanto, a data do início da campanha ainda não foi divulgada pela gestão estadual. Conforme Camilo, o início da imunização nesse pública dependerá do envio de novas doses da vacina pelo Ministério da Saúde.

LEIA MAIS | Ceará começa a cadastrar crianças de 5 a 11 anos para vacinação contra Covid-19

Em Fortaleza, todos os adolescentes cadastrados para receber a primeira dose do imunizante já foram agendados. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) segue realizando repescagem do público mais jovem que perdeu o primeiro agendamento, além de dar sequência à mesma estratégia para a população adulta, entre 18 e 29 anos. 

A Capital iniciou a aplicação da dose de reforço em pessoas abaixo de 60 anos de idade no sábado, 20 de novembro. A ampliação da vacinação nesse público foi anunciada neste mês de novembro pelo Ministério da Saúde. Antes, apenas idosos acima de 60 anos, pessoas imunossuprimidas e trabalhadores da saúde estavam recebendo a D3. Fortaleza também liberou a vacinação da primeira dose (D1) sem necessidade de realizar agendamento no Saúde Digital para pessoas acima de 12 anos.

Conteúdo sempre disponível e acessos ilimitados. Assine O POVO+ clicando aqui

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags