Participamos do

D2: Camilo anuncia "envio imediato" de 186.660 doses de AstraZeneca ao Ceará

Envio foi confirmado ministro substituto da Saúde, Rodrigo Cruz, segundo o governador Camilo Santana. Lote será usado para aplicação da segunda dose. Há registros de pessoas com a D2 em atraso pela falta do imunizante
15:38 | Out. 27, 2021
Autor Ana Rute Ramires
Foto do autor
Ana Rute Ramires Repórter da editoria de Cidades
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Nas próximas horas, novo lote com 186.660 doses da vacina da AstraZeneca será enviado ao Ceará. A informação foi divulgada pelo governador Camilo Santana (PT) por meio das redes sociais, logo após receber confirmação do envio por telefone do ministro substituto da Saúde, Rodrigo Cruz. Nos últimos dias, há registros de pessoas com a segunda dose em atraso pela falta do imunizante. 

"Nosso secretário da Saúde, Marcos Gadelha, está em Brasília, em reunião, neste momento. Além disso, na tarde de hoje vamos receber 30.420 doses da Pfizer. Seguimos trabalhando firmes para vacinar toda nossa população o mais rápido possível", acrescentou. 

 

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Nos últimos dias, pessoas começaram a reclamar sobre atraso na aplicação da segunda dose da AstraZeneca em Fortaleza por meio das redes sociais. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) comunicou que está aplicando a D2 do imunizante só para quem foi agendado por causa do estoque limitado de doses.

Na segunda-feira, 25, a Secretaria da Saúde (Sesa) oficiou o Ministério da Saúde solicitando reposição dos imunizantes. A pasta nacional afirmou que o Ceará aplicou como primeira dose 72 mil doses destinadas à segunda dose da vacina, o que teria causado o atraso. Pedido foi reforçado pelo governador nessa terça-feira, 26, diretamente ao Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. 

Sobre a situação, a Sesa explicou nessa terça que tem administrado a reserva técnica de vacinas contra a Covid-19 da AstraZeneca para "suprir excepcionalmente as necessidades dos municípios cearenses que responderam a um questionário sobre o risco de atraso da aplicação".

Tenha acesso a reportagens especiais. Assine O POVO+ clicando aqui.


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags