Participamos do

Aplicação da D3 em imunossuprimidos inicia nesta quarta, 20; confira a lista de agendados

A expectativa para o primeiro dia é atender mais de três mil pessoas com alto grau de imunossupressão
13:39 | Out. 20, 2021
Autor Euziane Bastos
Foto do autor
Euziane Bastos Repórter Estagiária de Cidades
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A Prefeitura de Fortaleza divulgou a lista de agendados para a aplicação da terceira dose no grupo de pessoas com imunossupressão, nessa terça-feira, 19. Essa é a primeira listagem de agendados desse grupo. No primeiro dia de agendamentos, nesta quarta-feira, 20, a expectativa é atender mais de três mil pessoas somente com alto grau de imunossupressão.

LEIA TAMBÉM | Arquidiocese de Fortaleza atualiza orientações na prevenção contra a Covid-19

Para conferir a lista com os nomes dos agendados, é preciso acessar o site (https://coronavirus.fortaleza.ce.gov.br) ou consultar o cadastro pelo Vacine Já. Também é necessário fazer uma atualização do cadastro no Saúde Digital.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

LEIA TAMBÉM | Zoneamento Ecológico-Econômico Costeiro: audiências iniciam nesta quarta

A vacinação dos imunossuprimidos teve início pelos fortalezenses que fazem o procedimento de diálise, diretamente na clínica onde realizam o tratamento, ou seja, sem agendamento prévio. As equipes de vacinação cumpriram um cronograma de visitas às unidades de saúde, vacinando os pacientes renais que já haviam alcançado 28 dias da segunda dose.

LEIA TAMBÉM | Camilo anuncia R$ 100 milhões para tentar zerar fila de espera por cirurgias eletivas no Ceará

Conforme a Nota Técnica do Ministério da Saúde, as pessoas imunossuprimidas estão entre:

Pessoas com imunodeficiência primária grave;
Pessoas em quimioterapia para câncer;
Transplantados de órgão sólido ou de células tronco hematopoiéticas (TCTH);
Pessoas em uso de drogas imunossupressoras;
Pessoas vivendo com HIV/Aids com CD4
Pessoas que fazem uso de corticóides em doses 20 mg/dia de prednisona, ou equivalente, por 14 dias;
Pessoas que fazem uso de drogas modificadoras da resposta imune (vide tabela 1);
Pacientes em hemodiálise;
Pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas (reumatológicas, auto inflamatórias, doenças intestinais inflamatórias).

Documentação comprobatória

No ato da aplicação, será necessário apresentar documentação comprobatória, conforme descrição abaixo.

I - Imunodeficiência primária grave: Atestado/Relatório médico descritivo com dados clínicos e de exames que comprovem essa doença. Não poderá ser apenas o Cid.
II - Quimioterapia para câncer: Atestado/Relatório médico descritivo com dados clínicos, exames e tratamento que comprovem essa condição. Não poderá ser apenas o Cid (validade 1 ano).
III - Transplantados de órgão sólido ou de células tronco hematopoiéticas (TCTH) uso de drogas imunossupressoras: Relatório médico descritivo com dados clínicos e de exames que comprovem essa condição (não poderá ser apenas o Cid) ou relatório de alta (transplante ou relatório médico descritivo com tipo de transplante).
IV - Pessoas vivendo com HIV/AIDS: Relatório médico descritivo com dados clínicos e de exames que comprovem essa doença (não poderá ser apenas o Cid) ou exame que comprove (teste rápido ou outro) ou cadastro Siscel ou Siclom.
V - Uso de corticóides em doses 20 mg/dia de prednisona, ou equivalente, por 14 dias: Relatório médico descritivo com dados clínicos e exames que comprovem a condição de uso de corticóide nessas condições: acima de 20mg/dia e tempo maior que 14 dias (no momento da vacina) ou receita médica (que indique tratamento vigente – no momento da vacina).
VI - Uso de drogas modificadoras da resposta imune: Relatório médico descritivo com dados clínicos e de exames que comprovem a doença (não poderá ser apenas o Cid) e receita médica que contenha alguma das medicações a seguir. Leflunomida; Micofenolato de mofela; Azaprina; Ciclofosfamida 6-mercaptopurina; Ciclosporina; Tacrolimus; Metotrexato ; Biológicos em geral (infliximabe, etanercept, humira, adalimumabe, tocilizumabe, Canakinumabe, golimumabe, certolizumabe, abatacepte, Secukinumabe, ustekinumabe); Inibidores da JAK (Tofacinibe, baracinibe e upadacinibe).
VII - Pacientes em hemodialise: Relatório médico descritivo com dados clínicos e de exames que comprovem essa condição (não poderá ser apenas o cid) ou comprovante de diálise (cartão ou outro documento que comprove a hemodiálise).
VIII - Pacientes com doenças auto inflamatórias e doenças intestinais inflamatórias: Relatório médico descritivo com dados clínicos e de exames que comprovem essa doença. Não poderá ser apenas o Cid.

Conteúdo sempre disponível e acessos ilimitados. Assine O POVO+ clicando aqui

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags