PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Ceará recebe 161,2 mil vacinas nesta semana; Coronavac volta a ser enviada

Esse será o 34º lote enviado para o Estado. Último lote foi enviado no dia 9 deste mês, somando mais de 4 milhões de doses recebidas pela federação. Ainda não há dia confirmado pelo MS para a chegada do próximo lote

Leonardo Maia
23:34 | 16/06/2021
Esse lote marca a volta da Coronavac às remessas enviadas pelo governo federal. (Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)
Esse lote marca a volta da Coronavac às remessas enviadas pelo governo federal. (Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)

O Ceará receberá até o fim desta semana mais 161.280 doses de vacinas contra Covid-19, de acordo com anúncio do governador Camilo Santana (PT) nas redes sociais. Serão 98 mil doses da Pfizer e 63 mil da Coronavac, que volta a ser enviada para os estados após um mês. Ainda não há confirmação do Ministério da Saúde, que coordena o Plano Nacional de Imunização (PNI), para o dia e horário em que as vacinas chegam.

Esse será o 34º lote recebido pelo Estado. O último chegou ao Ceará no último dia 9, com remessa de 151 mil doses da Oxford/AstraZeneca/Fiocruz. Havia ainda expectativa para que imunizantes da Janssen, de dose única, fossem entregues esta semana, mas o envio foi suspenso pela fabricante. O motivo do cancelamento e o novo prazo para envio dos imunizantes não foram informados.

Leia Mais | Janssen: saiba mais sobre a vacina esperada para vacinar pessoas entre 30 e 44 anos no Ceará

Após a chegada das vacinas no Ceará, a Secretaria da Saúde se articula para distribuir os produtos por toda a federação. São utilizadas rotas aéreas e terrestres, todas com apoio da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Nas cidades, a responsabilidade pela aplicação passa a ser de cada prefeitura. No total, já foram enviadas 4.251.138 vacinas para o Ceará.

Até esta terça-feira, 15, 1.086.714 cearenses receberam as duas doses da vacina contra a Covid-19, conforme dados do Vacinômetro da Sesa divulgados nesta quarta-feira. Com pelo menos uma das doses, foram mais de 2,3 milhões imunizados — número que corresponde a 25,22%, de acordo com projeção do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).