Participamos do

Covid-19: Anvisa autoriza ampliação do prazo de validade da vacina Janssen

Segundo os diretores da agência, ficou demonstrado que a vacina tende a se manter estável pelo período de 4,5 meses
17:52 | Jun. 14, 2021
Autor Mirla Nobre
Foto do autor
Mirla Nobre Repórter-trainee
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A vacina Janssen, produzida pelo laboratório Johnson & Johnson, teve a ampliação do prazo de validade autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) na tarde desta segunda-feira, 14. O imunizante tinha data prevista para vencer no próximo dia 27 de junho, mas agora terá prazo de validade até o início de agosto. Ou seja, passou de três para quatro meses e meio, no total. O novo prazo vale para as doses que estejam armazenadas entre 2 e 8ºC.

Este imunizante é o único aprovado pela Anvisa em dose única. Quando ele é armazenado entre temperaturas de -25°C e -15° C, possui prazo de validade de 24 meses a partir da data de fabricação. A aprovação foi baseada em uma avaliação dos dados de qualidade. Segundo os diretores da Anvisa, ficou demonstrado que a vacina tende a se manter estável pelo período (4,5 meses).

LEIA MAIS | Janssen: saiba mais sobre a vacina esperada para vacinar pessoas entre 30 e 44 anos no Ceará

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

 + Vacina de adolescentes: 700 mil pessoas de 12 a 15 anos poderão receber vacina Pfizer no Ceará

Além disso, a Anvisa também considerou a decisão da Agência Norte-americana (Food and Drug Administration - US FDA), que aprovou a referida alteração em 10 de junho de 2021.

Conforme a diretora relatora Meiruze Freitas destaca, considerando o cenário de pandemia atual, essa decisão é mais uma tempestiva e célere ação regulatória que permitirá a imediata ampliação do acesso a essa tão importante opção vacinal.

No Brasil, a vacina da Janssen está autorizada para uso emergencial desde 31 de março de 2021. A primeira remessa com três milhões de doses do imunizante estava prevista para chegar ao Brasil nesta terça-feira, 15, mas foi adiada sem nova data. O Ministério da Saúde tem acordo de compra de 38 milhões de doses do imunizante contra o novo coroanavírus.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags