Participamos do

Profissionais da educação precisam comprovar retorno presencial para serem vacinados

Este público precisará assinar compromisso de retornar ao ensino presencial mediante imunização. Outros documentos devem ser apresentados. A meta é vacinar todos os profissionais da educação do Estado até julho
20:53 | Mai. 28, 2021
Autor Mateus Brisa
Foto do autor
Mateus Brisa Estagiário
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Para receber a aplicação da vacina contra a Covid-19, os profissionais da educação do Ceará precisarão assinar compromisso de retornar ao ensino presencial mediante imunização. A vacinação deste grupo começa neste sábado, 29, para residentes de Fortaleza. O modelo de preenchimento da declaração de imunização está disponível clicando aqui.

Outros documentos devem ser apresentados pelos agendados no momento da aplicação de imunizante: identificação e comprovação de vínculo (contracheque ou carteira de trabalho). Para aqueles vinculados a instituições públicas, é necessário que as secretarias municipais e estadual de educação se comprometam ao retorno das aulas conforme as condições sanitárias.

Presentes em reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) nesta sexta-feira, 28, acordaram que as aplicações nesses profissionais acontecerão nos municípios onde residem. A meta é vacinar todos os profissionais da educação do Estado até julho deste ano, conforme anunciou o governador Camilo Santana (PT) em transmissão ao vivo hoje.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Amanhã, está prevista a vacinação de primeira dose de 300 profissionais da educação básica que moram na Capital cearense, “começando pelos da educação básica e priorizando os que possuem maior idade”, de acordo com o prefeito José Sarto (PDT).

Nesta primeira etapa, também estão incluídas pessoas em situação de rua; funcionários do Sistema de Privação de Liberdade; população privada de liberdade; forças de Segurança e Salvamento e Forças Armadas; e trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros.

Em etapa futura, pertencem trabalhadores de transportes metroviário, ferroviário, aquaviário e aéreo; caminhoneiros; trabalhadores portuários e industriais, além de trabalhadores da limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags