PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

300 professores e outros profissionais da educação de Fortaleza serão vacinados neste sábado

O público das fases anteriores continua sendo agendado e vacinado de forma simultânea. Amanhã, estão previstos 300 profissionais que moram na Capital cearense, "começando pelos da educação básica e priorizando os que possuem maior idade", de acordo com o prefeito José Sarto (PDT)

20:13 | 28/05/2021
As aplicações em profissionais da educação acontecerão nos municípios onde residem (Foto: Thais Mesquita)
As aplicações em profissionais da educação acontecerão nos municípios onde residem (Foto: Thais Mesquita)

Ceará inicia a quarta fase da campanha de vacinação contra a Covid-19 neste sábado, 29 de maio (29/05), vacinando profissionais da educação residentes de Fortaleza. A decisão ocorreu em reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) nesta sexta-feira, 28. O público das fases anteriores continua sendo agendado e vacinado de forma simultânea.

Serão contemplados inicialmente profissionais de educação dos âmbitos público e privado, por ordem decrescente de idade. Uma ordem de prioridade também deve ser obedecida, tendo em vista os níveis de ensino. Amanhã, estão previstos 300 profissionais da educação básica que moram na Capital cearense, “começando pelos da educação básica e priorizando os que possuem maior idade”, de acordo com o prefeito José Sarto (PDT).

Nesta primeira etapa, também estão incluídas pessoas em situação de rua; funcionários do Sistema de Privação de Liberdade; população privada de liberdade; forças de Segurança e Salvamento e Forças Armadas; e trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros.

Em etapa futura, pertencem trabalhadores de transportes metroviário, ferroviário, aquaviário e aéreo; caminhoneiros; trabalhadores portuários e industriais, além de trabalhadores da limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos.

Na reunião da CIB, os presentes acordaram que as aplicações em profissionais da educação acontecerão nos municípios onde residem. Os contemplados devem estar cadastrados na plataforma Saúde Digital. Quando agendados, devem apresentar documentação de comprovação de vínculo (contracheque ou carteira de trabalho) e autodeclaração confirmando retorno à atividade presencial após vacinado. Um modelo está disponível clicando aqui.

No caso de instituições de ensino público, é necessário que as secretarias municipais e estadual de educação se comprometam ao retorno das aulas mediante melhoria das condições sanitárias. De acordo com o governador Camilo Santana (PT), a meta é vacinar todos os profissionais da educação do Estado até julho deste ano.

Também na reunião, ficou pactuado o início da imunização da população geral, entre 18 e 59 anos, a partir de julho, seguindo cronograma previsto. O Ministério da Saúde autorizou hoje mais cedo a vacinação deste público.