Participamos do

Ceará tem 87,37% dos leitos de UTI ocupados; 368 pacientes aguardam por transferência

Unidades de saúde de referência no Interior têm alta ocupação: Hospital Regional do Cariri (99%), Hospital Regional do Sertão Central (95%) e Hospital Regional Norte (93%)
18:21 | Mai. 21, 2021
Autor Ana Rute Ramires
Foto do autor
Ana Rute Ramires Repórter da editoria de Cidades
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Há uma semana, a taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Ceará para pacientes de Covid-19 segue abaixo de 90%. Conforme atualização feita às 16h06min desta sexta-feira, 21, o índice é de 87,37%. O dado é da plataforma IntegaSUS, da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa). Apesar de o cenário ser um pouco melhor do que nas últimas semanas, índice ainda é considerado alto. No Estado, 368 estão na fila da regulação esperando por leito, sendo 209 por UTI e 159 por enfermaria. 

No Ceará, 14 unidades hospitalares que dispõem de leitos de alta complexidade estão ocupados. A unidade com maior oferta, o Hospital Leonardo da Vinci, está com 94% de ocupação (164/174). O Hospital Regional da Unimed, unidade particular com maior oferta leitos de UTI, tem índice de 85% (94/110). Em Fortaleza, 86,31% dos leitos desse tipo estão ocupados. 

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Observando os hospitais de referência das regiões do Interior do Ceará, o Hospital Regional do Cariri (99%) está com a situação mais crítica. Apenas um leito está disponível, e os outros 72 estão preenchidos. Nas outras regiões, os índices também são preocupantes: Hospital Regional do Sertão Central (95%) e Hospital Regional Norte (93%).

Considerando apenas a oferta para adultos, a taxa cearense sobe para 89,49%. No caso das unidades de alta complexidade para crianças, 81,48% estão ocupados. Na Sociedade de Assistência e Proteção à Infância de Fortaleza (Sopai), todos os dez leitos de UTI infantil e 109 dos 120 leitos de enfermaria estão preenchidos. No Hospital Infantil Albert Sabin (Hias), 25 dos 26 leitos estão preenchidos. O índice de ocupação nas unidades para gestantes e recém-nascidos é de 55,56% e 26,67%, respectivamente.

Conforme o secretário da Saúde, Dr. Cabeto, a queda desse indicador tem sido mais lenta quando comparada à primeira onda da pandemia devido ao tempo médio de internação, que aumentou mais de 100%.

Hospitais no Estado com 100% de ocupação nas UTIS 

Hospital São José de Doenças Infecciosas
Hospital Geral Dr Waldemar Alcântara
Hospital Otoclinica
Hospital São Lucas
Hospital São Raimundo
Hospital José Martiniano De Alencar
Hospital Maternidade Sao Vicente De Paulo
Hospital e Maternidade São Francisco De Assis
Hospital Maternidade Agenor Araujo
Hospital Maternidade Santo Antônio (Hmsa)
Imtavi
Casa de Saúde e Maternidade Sao Raimundo
Hospital e Maternidade Dra Zilda Arns Neumann
Sopai(infantil)

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags