PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Idosos podem buscar pela 2ª dose da Astrazeneca caso agendamento não ocorra até a data limite

Já quem aguarda receber a D2 da CoronaVac deve esperar ter o nome confirmado na lista de agendamento ou nos canais utilizados pela secretaria de saúde

Gabriela Almeida
21:45 | 03/05/2021
Aplicação da D2 da CoronaVac foi interrompida por alguns dias na Capital devido a atraso do Governo Federal (Foto: Thais Mesquita)
Aplicação da D2 da CoronaVac foi interrompida por alguns dias na Capital devido a atraso do Governo Federal (Foto: Thais Mesquita)

O idoso que aguarda pela segunda dose (D2) da vacina Astrazeneca em Fortaleza e que não recebeu agendamento até a data indicada no cartão pode ir até uma unidade de vacinação e buscar por aplicação, conforme informou a Secretária de Saúde Municipal (SMS). Segundo pasta, já quem espera pela D2 da CoronaVac deve aguardar receber mensagem e ter nome incluído na lista de agendamento da Prefeitura.

O processo é diferente para ambos os imunizantes devido ao atraso na entrega de doses da CoronaVac pelo Governo Federal, que deixou o estoque municipal com um quantitativo insuficiente para atender todas as pessoas contempladas. Na manhã desta segunda-feira, 3, a aplicação da D2 dessa vacina foi retomada na Capital após três dias em que foi interrompida, obedecendo a critérios específicos de prioridade. 

| LEIA MAIS |

TRF-5 estipula multa de R$ 100 mil por cada dia de atraso no envio de doses da Coronavac ao Ceará

Ator Paulo Gustavo piora e tem quadro de "extrema gravidade"

Agendamento de 2ª dose prioriza quem tem maior atraso e os mais velhos

A vacina da Astrazeneca, contudo, segue em quantidade que atende a campanha de imunização da Capital quanto a aplicação da D2. Conforme a secretária municipal da saúde, Ana Estela, em live transmitida nesta manhã, ao receber a primeira dose de um dos imunizantes o contemplado tem uma data limite marcada no cartão, o que não significa que ele vá tomar a segunda dose naquele dia em especifico.

"O fato de estar escrito no cartão não quer dizer que está agendado, o número que está escrito no cartão é o prazo máximo recomendado para aplicação no prazo normal, que dá Coronavac são 28 dias e da Astrazeneca são 12 semanas", informou a gestora, destacando que os contemplados precisam aguardar ter o nome nas listas de agendamento da Prefeitura, ou receber mensagens por WhatsApp ou e-mail.

No entanto, se o idoso for tomar a D2 da Astrazeneca e até a data limite não tiver sido agendado ele pode se dirigir a um dos postos de vacinação da Cidade e solicitar aplicação, informando expiração do prazo. A secretária ainda orientou que essas pessoas não fossem ao Centro de Eventos, pois local estava sendo utilizado hoje exclusivamente para a aplicação da segunda dose da CoronaVac.