PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Covid-19: Sarto solicita ao MS prioridade na vacinação para profissionais da educação

Gestão municipal informa que a volta às escolas só deve ocorrer após a vacinação de professores contra a Covid-19

Mirla Nobre
21:08 | 29/04/2021
Prefeito comunicou ontem que fez o pedido ao Ministério da saúde (Foto: Aurelio Alves)
Prefeito comunicou ontem que fez o pedido ao Ministério da saúde (Foto: Aurelio Alves)

O prefeito de Fortaleza, José Sarto (PDT), enviou um ofício ao Ministério da Saúde (MS) solicitando a inclusão dos profissionais da educação entre os grupos prioritários para a vacinação contra a Covid-19. A iniciativa foi divulgada nas redes sociais do gestor nesta quinta-feira, 29. A prioridade dos trabalhadores também será discutida nesta sexta-feira, 30, em audiência pública na Câmara dos Deputados, onde o gestor representará a Frente Nacional de Prefeitos (FNP).

De acordo com Sarto, a decisão da prioridade da vacinação para a categoria irá possibilitar o retorno seguro das aulas. “Venho defendendo esse pleito desde os primeiros dias de gestão e, com esse ato, reitero minha preocupação com a educação de nossas crianças e adolescentes”, ressalta o prefeito.

LEIA MAIS | MP, MPF e Defensoria pedem à Justiça prazo de uma semana para retorno presencial das aulas na rede pública de Fortaleza

Mesmo com novo decreto do Governo do Ceará autorizando o retorno de aulas presenciais para séries até o 9º ano do Ensino Fundamental, com 40% da capacidade, as escolas públicas de Fortaleza permanecem com ensino remoto. De acordo com a gestão municipal, a volta às escolas só deve ocorrer após a vacinação de professores contra a Covid-19.

LEIA TAMBÉM | Novo lote com 192 mil doses de vacinas contra Covid-19 chega ao Ceará

No Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação, os trabalhadores da educação estão alocados na Fase 4. Além da categoria, estão também trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros, trabalhadores de transporte metroviário e ferroviário, trabalhadores de transporte aéreo, trabalhadores de transporte aquaviário, caminhoneiros e trabalhadores industriais.

Recentemente, os trabalhadores das forças de segurança e salvamento e forças armadas, que no início estavam na Fase 4 do plano, tiveram prioridade na vacinação após decisão do MS avançando para a fase 2. No Ceará, eles começaram a receber os imunizantes no começo de abril.