PUBLICIDADE
Coronavírus
Noticia

Novo lote com 192 mil doses de vacinas contra Covid-19 chega ao Ceará

Vacinas serão encaminhadas aos 184 municípios do Interior no Estado

Mirla Nobre
17:03 | 29/04/2021
Novo lote de vacinas contra a Covid-19 chega ao Ceará nesta quinta-feira, 29 (Foto: Tatiana Fortes/Governo do Ceará)
Novo lote de vacinas contra a Covid-19 chega ao Ceará nesta quinta-feira, 29 (Foto: Tatiana Fortes/Governo do Ceará)

O Ceará recebeu na tarde desta quinta-feira, 29, mais um lote de vacinas contra Covid-19 com 192.050 doses. São 3.800 doses da CoronaVac, do Instituto Butantan, e 188.250 doses da AstraZeneca, da Fiocruz. Esta é 16ª remessa de imunizantes que chega ao Estado. As doses serão distribuídas aos 184 municípios do Ceará para dar continuação à campanha de vacinação contra o novo coronavírus.

As doses devem ser utilizadas para completar a imunização de pessoas dos grupos prioritários das fases 1, 2 e 3 do Plano de Operacionalização para Vacinação contra a Covid-19. No Ceará, os imunizantes devem dar continuidade na aplicação da segunda dose (D2), principalmente, que chegou a faltar após atraso da nova remessa pelo Ministério da Saúde. O atraso na imunização da D2 foi registrado em Fortaleza, Horizonte e Juazeiro do Norte. 

LEIA MAIS | Município cearense inicia hoje 3ª fase de vacinação, com grupo das comorbidades

Nas redes sociais, o governador do Ceará, Camilo Santana (PT) destacou a chegada da nova remessa e comentou a marca de 2 milhões de doses aplicadas dos imunizantes que o Estado atingiu. "Recebemos há pouco mais 192.050 doses de vacinas contra a Covid, sendo 188.250 da AstraZeneca e 3.800 da CoronaVac. Chegamos hoje a mais de 2 milhões de doses aplicadas no Ceará. Continuamos nossa luta para vacinar todos os cearenses o mais rápido possível", disse.

Desde o início da campanha de vacinação contra a doença, em janeiro deste ano, o Ceará recebeu 2.238.350 de vacinas entregues pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI), por meio do Ministério da Saúde (MS). Também nesta quinta-feira, o Brasil deve receber o primeiro lote de vacinas da Pfizer, com 1 milhão de doses. Este primeiro lote será distribuído somente nas capitais por indicação do Ministério da Saúde (MS) por uma questão de logística, pela necessidade de refrigeração em temperaturas menores.