PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Ceará deve receber novo lote de vacinas nesta semana, afirma Camilo Santana

Confirmação foi dada pelo ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, durante reunião que teve nesta segunda-feira, 8, com o petista e demais governadores dos estados

Gabriela Almeida
13:51 | 08/03/2021
Primeiro lote de vacinas Coronavac, produzidas pelo Instituto Butantan, desembarcou no Ceará em 18 de janeiro. De lá para cá, sete lotes de imunizantes já chegaram ao Estado (Foto: JÚLIO CAESAR)
Primeiro lote de vacinas Coronavac, produzidas pelo Instituto Butantan, desembarcou no Ceará em 18 de janeiro. De lá para cá, sete lotes de imunizantes já chegaram ao Estado (Foto: JÚLIO CAESAR)

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), esteve reunido nesta segunda-feira, 8, com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e governadores das demais unidades federativas para tratar do Plano Nacional de Imunização (PNI). Conforme informações divulgadas pelo petista, por meio de suas redes sociais, o ministro garantiu que os Estados vão receber um novo lote da vacina CoronoVac na próxima quarta-feira, 10.

Segundo a postagem, os governadores solicitaram durante o encontro "mais rapidez na aquisição e na distribuição de vacinas aos Estados". Os representantes pontuam que o processo de entrega dos imunizantes pelo Governo Federal, que ocorre desde janeiro deste ano, "tem sido ainda lento e abaixo das necessidades de todos".

Na ocasião, Eduardo teria informado sobre a nova data de entrega e garantido ainda que "o cronograma do Ministério prevê envios semanais de lotes de vacinas". Já em relação ao imunizante fabricado pela farmacêutica Astrazeneca, um novo lote deve ser distribuído aos estados até o dia 24 deste mês.

| LEIA MAIS | 

Camilo e outros governadores planejam anúncio de medidas restritivas em conjunto contra a Covid-19

No ritmo atual, Ceará pode levar até junho de 2024 para vacinar toda população

"Além disso, a instituição informou que dará entrada até amanhã na Anvisa com a documentação do registro definitivo da vacina (CoronaVac) para produção no Brasil, o que será fundamental para dar celeridade no processo de fabricação dos imunizantes", destacou também o governador.

O Ceará já recebeu, ao todo, sete lotes contendo doses dos imunizantes. Como complemento da distribuição feita pelo PNI, Camilo Santana tem tentado comprar vacinas diretamente com outros laboratórios, como o responsável no Brasil pelo imunizante russo Sputinik V.