PUBLICIDADE
Coronavírus
Noticia

Praia dos Crush segue fechada e haverá blitze e mais fiscalização pela Cidade contra aglomerações

Endurecimento na fiscalização ocorre devido ao agravamento do cenário epidemiológico no Estado

Lais Oliveira
12:59 | 22/01/2021
Bloqueio na Praia dos Crush, trecho da Praia de Iracema (Foto: Bárbara Moira)
Bloqueio na Praia dos Crush, trecho da Praia de Iracema (Foto: Bárbara Moira)

A Praia dos Crush, em Fortaleza, seguirá fechada com gradis para evitar aglomerações. Medida busca barrar a disseminação do coronavírus na Capital após o aumento de casos de Covid-19 impactar na rede assistencial de saúde. A faixa de areia já tinha bloqueada desde o Aterrinho da Praia de Iracema no último fim de semana.

Além disso, haverá reforço na fiscalização em Fortaleza para garantir o cumprimento do decreto estadual de enfrentamento à pandemia de Covid-19. Serão feitas blitze em pontos críticos de aglomeração e também fiscalizações volantes, que irão para onde houver denúncias.  As medidas foram divulgadas nesta sexta-feira, 22, por representantes da Prefeitura de Fortaleza e do Governo do Estado. 

O coronel Eduardo Holanda, secretário Municipal da Segurança Cidadã, pediu a colaboração da população no cumprimento das normas sanitárias. "Além de potencializar o número de equipes, de viaturas, vamos permanecer fechando a Praia dos Crush como forma de garantir nossa fiscalização", informou.

Laura Jucá, superintendente da Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis), explicou que locais onde aglomerações são recorrentes continuam na rota da fiscalização ampliada. Dentre eles estão Praia dos Crush, Praças da Gentilândia, Largo da Mocinha, Dragão do Mar e Beira Mar. 

"Vamos ampliar nossas equipes de fiscalização noturna, que saem junto com Guarda Municipal e Polícia Militar para estar fazendo fiscalização no bares, restaurantes e outros estabelecimentos comerciais. Verificamos se as medidas sanitárias estão sendo cumpridas e, principalmente, se os estabelecimentos estão fechando às 22 horas", afirmou.

No caso de descumprimento de regras como distanciamento social, uso de álcool em gel e aferição de temperatura haverá interdição do local por sete dias. Se for uma ocasião de reincidência, o período de interdição é por 30 dias. Após autuação, o proprietário tem direito a manifestar sua defesa em até 10 dias úteis. Depois desse período, é aplicada a penalidade financeira. 

O governador Camilo Santana (PT) havia anunciado ontem, 21, o fechamento de áreas de lazer em condomínios de praia, a reativação de leitos exclusivos de Covid-19 e a recomendação de não realizar viagens intermunicipais. Ações foram divulgadas após agravamento do cenário epidemiológico no Estado.

com informações do repórter Italo Cosme