Participamos do

Encontro "Linhas Cruzadas" promove conversa sobre bordado neste sábado, 21

A conversa faz parte da exposição "O céu como limite" de Mário Sanders, presente no Espaço Cultural Unifor

Neste sábado, 21 de maio, o Espaço Cultural Unifor recebe o artista Mário Sanders, a jornalista e curadora da exposição Izabel Gurgel e a estilista Beatriz Castro para o segundo encontro do "Linhas Cruzadas. O evento acontece em meio a exposição individual de Mário Sanders, intitulada "O céu como limite". Na conversa, o trio falará sobre bordado como acervo, fonte de estudo e criação artística.

O encontro acontece a partir das 16 horas. Já a exposição, que traz desenhos, bordados e pinturas, funciona partir das 10h até às 18 horas, aos sábados e domingos, e das 9h às 19 horas de terça à sexta. O projeto "Linhas Cruzadas" ainda terá um terceiro encontro no dia 4 de junho.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Foi através das vivências com a família que Mário desenvolveu seu talento no bordado. Através de texto curatorial, apresentado na exposição, Izabel narra a trajetória do artista. "Mário Sanders é de uma casa de mulheres e homens às voltas com as manualidades: fazer renda de bilros, bordar; fazer rede de pesca; trabalhar com madeira na feitura de objetos úteis, cotidianos, como bancos para sentar, comer, conversar, olhar o tempo, alçar o corpo para pegar algo que não está ao alcance", relata.

"Sua mãe, Dona Alzira, rendeira como a avó Carmélia, foi sua primeira professora de desenho. E sua mestra no bordar. O menino que construiu seus próprios brinquedos e, tão logo mudava de casa ou de escola, era a referência nas habilidades com a imaginação materializada pelas mãos, aquele menino aduba, irriga o artista que é um desenhista por excelência. Quando pinta e borda, Mário Sanders desenha", declara.

"O artista imaginou há tempos o título da exposição. Ela chega até nós como uma reverência aos saberes de artesãs e artesãos, de artífices, de artistas, que mantém vivinha da silva, com a própria vida, a biblioteca – oficina de fazeres cultivada nas mãos. Um elogio às manualidades", conta. "Ao surgir na cena artística de Fortaleza em 1985, como um dos seis rapazes do grupo Fratura Exposta, o humor, a contundência, o corte preciso como um relógio afinado, o viço e ímpeto da criação no desenho e na performance realizavam o que o nome do coletivo – uma escolha do Mário - anunciava", pontua.

Linhas Cruzadas - 2º Encontro

Quando: Sábado, 21 de maio, às 16 horas

Onde: Espaço Cultural Unifor (Av. Washington Soares, 1321 - Edson Queiroz)

Podcast Vida&Arte
O podcast Vida&Arte é destinado a falar sobre temas de cultura. O conteúdo está disponível nas plataformas Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts e Spreaker.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar