Participamos do

O outro Zé Vaqueiro: cantor desiste de briga por nome artístico; entenda

Os cantores de forró e piseiro José Jacson e Wesley dos Santos estavam disputando o pseudônimo "Zé Vaqueiro" desde 2020. Neste ano, Wesley abriu mão da briga e criou um novo nome artístico: "Zé Estilizado"
20:04 | Nov. 09, 2021
Autor Kauanna Castelo
Foto do autor
Kauanna Castelo Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O nome artístico "Zé Vaqueiro" foi alvo de briga entre dois cantores - José Jacson de Siqueira dos Santos Júnior e Wesley dos Santos Vieira. Além da escolha do mesmo pseudônimo, ambos possuem 22 anos e uma trajetória semelhante no mundo da música iniciada no interior de Pernambuco. No entanto, foi possível distingui-los quando apenas um deles se destacou no 'piseiro' brasileiro, em 2020. Entenda o caso envolvendo os dois 'Zé Vaqueiro':

Zé Vaqueiro: o 'original' 

"É o Zé Vaqueiro, o original...". Com o bordão que destaca sua originalidade, o cantor José Jacson de Siqueira dos Santos Júnior, de 22 anos, é um dos precursores do piseiro mais ouvidos nas plataformas de streaming do Brasil. Para diferenciá-lo de um homônimo de história parecida, o artista começou a usar o bordão "o original" em suas interpretações musicais. 

José Jacson, o Zé Vaqueiro, fez seus primeiros shows no sertão de Pernambuco, e começou a ver sua carreira alavancar após compor um hit famoso na voz de Jonas Estilizado, "Vem me amar". Em seguida, o artista conseguiu manter o reconhecimento no meio musical com hits 'chicletes' como "Tenho medo", "Letícia", "Cangote" e "Volta comigo bb".

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Zé Vaqueiro: o 'outro'

Wesley dos Santos Vieira, de 22 anos, também utilizava o nome artístico "Zé Vaqueiro" e iniciou sua carreira musical no piseiro fazendo pequenos shows no interior de Pernambuco. Coincidentemente, ele também compôs um hit famoso na voz de Jonas Estilizado, "Investe em mim". Em seguida, atingiu a marca do milhão no YouTube, com algumas canções em versões bem tocadas - "Libera ela" (8 milhões de views) e "Some ou me assume" (3,5 milhões) - que, no entanto, não ajudaram sua carreira a decolar.

Zé Vaqueiro: entenda a briga pelo nome artístico

A disputa pelo nome artístico "Zé Vaqueiro" foi iniciada em 2020, após os artistas se conhecerem pessoalmente em 2019. Em entrevista ao G1, Wesley contou como foi o encontro com José Jacson. "A gente conversou, já almoçou junto, tomou cachaça, aqui em Lagoa Grande. Foi de boa", disse. O encontro foi registrado por ele no Facebook, junto com a promessa de uma parceria que nunca se concretizou.

Em 2020, ambos os cantores estavam em níveis semelhantes de sucesso, porém, José Jacson, o "Zé Vaqueiro" original, disparou nas redes sociais e assinou contrato com a empresa Vybbe. Diante ao progresso do seu xará, Wesley decidiu contestar o registro do nome artístico. Porém, acabou desistindo da disputa no Instituto Nacional de Propriedade Inteletctual (INPI), neste ano. 

Ainda de acordo com o G1, Wesley, o "outro Zé Vaqueiro", alega ter sido traído pela Vybbe, empresa de Xand Avião, que contratou o Zé Vaqueiro famoso. Segundo ele, a ideia era mudar voluntariamente o nome e abandonar a contestação no INPI. Em troca, a empresa o ajudaria a custear todo o material de divulgação com a nova marca. Mas ele diz que acabou ficando sem o nome artístico e sem a ajuda supostamente prometida. Agora seu nome artístico é "Zé Estilizado".

Zé Vaqueiro: quem usou primeiro o nome artístico?

Wesley disse ao G1, que usou pela primeira vez o nome Zé Vaqueiro em shows em 2014, mas que não fez nenhum registro, por ser menor de idade, nem postou nada na web. Já José Jacson diz que começou a usar o nome em 2018, e comprova a fala com registros na internet que corroboram com a história contada - no YouTube, os materiais mais antigos encontrados com o nome Zé Vaqueiro são ambos de José Jacson, datados em julho de 2018.

Em 12 de abril de 2019, Wesley fez um post em suas redes sociais dizendo: "Novo projeto vem aí. Uma nova etapa da minha vida." No dia posterior, em 13 de abril, ele divulgou uma música se identificando como Zé Vaqueiro, e um mês depois, como Zé Vaqueiro Estilizado. Portanto, o anúncio do "novo projeto" e os primeiros posts no Facebook se identificando como Zé Vaqueiro foram feitos por ele nove meses depois dos primeiros registros de José Jacson.

Para tentar justificar o fato de que ele usou o nome artístico primeiro, Wesley apresentou ao G1 postagens dele de 2017 que citavam o nome Zé Vaqueiro. Porém o portal identificou uma alteração nos textos - os posts foram editados em 2020. No post original de 2017 dizia "família WS", (de Wesley Santos). Ele editou em 2020 o texto para "família zé piseiro" antes de mandar os links para o G1.

 

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags