PUBLICIDADE
Noticia

"Mostra MacaBRo": evento virtual celebra filmes brasileiros do gênero do terror

A "Mostra MacaBRo - Horror Brasileiro Contemporâneo", promovida pelo Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), acontece de quarta-feira, 28, até 23 de novembro

18:38 | 23/10/2020
"Morto não fala", dirigido por Dennison Ramalho, estará disponível na Mostra MacaBRo - Horror Brasileiro Contemporâneo (Foto: Fábio Rebelo/ Divulgação)

Em novembro de 1964, o Brasil ganhava um personagem que se tornaria emblemático no imaginário popular: Zé do Caixão. O agente funerário está obcecado em conseguir um filho perfeito, mas sua esposa não consegue engravidar. Considerado um homem cruel entre os moradores de uma pequena cidade no interior, decide que a namorada de seu melhor amigo é a mulher ideal para lhe proporcionar descendentes. A narrativa do filme “À Meia-Noite Levarei Sua Alma”, dirigido e protagonizado por José Mojica Marins (1936-2020), foi um sucesso de bilheterias e motivo de inspiração para as próximas gerações de brasileiros que iriam se aventurar no terror.

O atual cenário de experimentação visual e de criação de histórias horripilantes ligadas à cultura nacional talvez não existisse se não fosse pelo diretor. Agora, uma parte da diversidade que permeia o gênero poderá ser compreendida na “Mostra MacaBRo - Horror Brasileiro Contemporâneo”, que acontece entre quarta-feira, 28 de outubro, e 23 de novembro. Promovido pelo Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), o evento conta com curadoria de Breno Lira Gomes e Carlos Primati.

Leia também | Filme cearense "Se arrependimento matasse" estreia no cinema do Shopping Benfica

A iniciativa exibirá 44 produções de diretores consagrados e recentes da indústria cinematográfica do País. Todos os filmes serão transmitidos pela plataforma “Darkflix”, serviço de streaming do cinema fantástico. Os curtas estarão disponíveis por uma semana, e os longas poderão ser assistidos em até 24 horas após o lançamento. “A mostra vem para celebrar esse cinema cheio de coragem e vontade de encontrar o seu público. E principalmente, de narrar uma boa história de terror essencialmente brasileira, com temáticas ligadas à nossa cultura”, afirma Breno Lira Gomes em informações à imprensa.

Cada semana contará com homenageados que se destacaram no gênero, como a produtora Vermelho Profundo, além dos diretores Gabriela Amaral Almeida, Dennison Ramalho e, claro, José Mojica Marins. Um dos títulos que estarão presentes é “Morto Não Fala” (2019), dirigido por Dennison Ramalho. O enredo acompanha Stênio, um plantonista noturno do necrotério de uma grande cidade. Durante a madrugada, porém, ele usa seu dom paranormal para se comunicar com os mortos. Em um dos segredos que os espíritos revelam, desencadeia uma maldição para si e para sua família. Outros longas serão “O Animal Cordial”, de Gabriela Amaral Almeida; “O cemitério das Almas Perdidas”, de Rodrigo Aragão; “Quando Eu Era Vivo”, de Marco Dutra; e "A Casa de Cecília”, de Clarissa Appelt.

Leia também | Curta cearense concorre em mostra de cinema do Espírito Santo

Já os curtas-metragens contarão com os principais destaques dos últimos anos. Com 16 obras no total, quatro delas são homenagens ou têm participação de Zé do Caixão. “O Saci”, dirigido pelo próprio José Mojica Marins, retrata a história do personagem lendário de uma perna só. Em sua vida na floresta, ele castiga todos as pessoas que não respeitam os povos do lugar, inclusive, uma garota que atravessa a mata para buscar leite. Também haverá transmissão das produções “A Lasanha Assassina”, de Ale McHaddo; “Tirei as Medidas do Seu Caixão”, de Diego Camelo; e “Coração das trevas”, de José Mojica Marins, Marcelo Colaiacovo e Nilson Primitivo.

A programação da mostra também terá espaço para discussões. Os debates e as palestras, por exemplo, contam com inscrições via Sympla. Os cursos e as lives serão transmitidas no canal do Youtube da BLG Entretenimento e no perfil do Instagram @blgentretenimento. “A mostra é fruto de uma produção atual e pulsante, que reúne uma nova geração de diretores e diretoras, que estão vendo a chance de experimentar dentro da linguagem cinematográfica", completa o curador Breno Lira Gomes.

Leia também | Confira destaques entre os documentários brasileiros da 44ª Mostra de São Paulo

Programação completa

Segunda-feira, 26 de outubro
19 horas – Live com os curadores Breno Lira Gomes e Carlos Primati, mais o ator Ramon Brant, do filme “Cabrito”
20 horas – Cabrito (longa-metragem)

Quarta-feira, 28 de outubro
18 horas - O hóspede (curta-metragem)
19 horas - Live com os diretores Ramon Porto Mota e Ian Abé, da produtora Vermelho Profundo
20 horas - A noite amarela (longa-metragem)

Quinta-feira, 29 de outubro
16 horas - Cova aberta (curta-metragem)
18 horas - O nó do diabo: Episódio 1
20 horas - Canto dos ossos (longa-metragem)

Sexta-feira, 30 de outubro
18 horas - O nó do diabo: Episódio 2
19 horas - Live com Mariah Benaglia e Jhésus Tribuzi, da produtora Vermelho Profundo
20 horas - Os mortos (curta-metragem)

Sábado, 31 de outubro
15 horas - O nó do diabo: Episódio 3
16 horas - Curso com o curador Carlos Primati: Módulo 1
18 horas - O desejo do morto (curta-metragem)
19 horas - Debate “O terror e o cinema brasileiro” com os cineastas Gabriela Amaral Almeida e Rodrigo Aragão, além da crítica de cinema Flávia Guerra
20 horas - A mata negra (longa-metragem)

Domingo, 1 de novembro
16 horas - O nó do diabo: Episódio 4
18 horas - Mais denso que o sangue (curta-metragem)
20 horas - Não tão longe (curta-metragem)

Segunda-feira, 2 de novembro
16 horas - O nó do diabo: Episódio 5
18 horas - Sem seu sangue (longa-metragem)
19 horas - Live com o curador Carlos Primati e a diretora de “Sem seu sangue” Alice Furtado
20 horas - As núpcias de Drácula (longa-metragem)

Terça-feira, 3 de novembro
18 horas - A noite amarela (longa-metragem)
20 horas - Os jovens Baumann (longa-metragem)

Quarta-feira, 4 de novembro
18 horas - Christabel (longa-metragem)
19 horas - Live com a pesquisadora Laura Loguercio Cánepa e a diretora Gabriela Amaral Almeida
20 horas – O animal cordial (longa-metragem)

Quinta-feira, 5 de novembro
18 horas - Uma primavera (curta-metragem)
20 horas – #ninfabebê (longa-metragem)

Sexta-feira, 6 de novembro
18 horas - Estátua! (curta-metragem)
19 horas - Live com o curador Breno Lira Gomes e o ator de “Quando eu era vivo” Antonio Fagundes
20 horas - Quando eu era vivo (longa-metragem)

Sábado, 7 de novembro
14 horas - O segredo dos diamantes (longa-metragem)
15 horas - A mão que afaga (curta-metragem)
16 horas - Curso com o curador Carlos Primati: Módulo 2
18 horas - O caseiro (longa-metragem)
19 horas - Palestra “Escrevendo histórias de terror para o cinema”, com a cineasta Gabriela Amaral Almeida
20 horas - A sombra do pai (longa-metragem)

Domingo, 8 de novembro
16 horas - O animal cordial (longa-metragem)
18 horas - O clube dos canibais (longa-metragem)
20 horas - Condado macabro (longa-metragem)

Segunda-feira, 9 de novembro
18 horas - Quando eu era vivo (longa-metragem)
19 horas - Live com o curador Carlos Primati e o diretor de “Quando eu era vivo” Marco Dutra
20 horas - Terminal Praia Grande (longa-metragem)

Terça-feira, 10 de novembro
18 horas - A sombra do pai (longa-metragem)
20 horas - Terra e luz (longa-metragem)

Quarta-feira, 11 de novembro
18 horas - A capital dos mortos 2: Mundo morto (longa-metragem)
20 horas – Nocturnu (curta-metragem)
21h30min – Live com o crítico Marcelo Miranda e o cineasta Dennison Ramalho

Quinta-feira, 12 de novembro
16 horas - Canto dos ossos (longa-metragem)
18 horas - Amor só de mãe (curta-metragem)
20 horas - Quando o galo cantar pela terceira vez renegarás tua mãe (longa-metragem)

Sexta-feira, 13 de novembro
18 horas - O diabo mora aqui (longa-metragem)
19 horas - Live com o curador Breno Lira Gomes e a atriz de “Morto não fala” Bianca Comparato
20 horas - Morto não fala (longa-metragem)

Sábado, 14 de novembro
16 horas - Curso com o curador Carlos Primati - Módulo 3
18 horas - As núpcias de Drácula (longa-metragem)
19 horas - Debate “A atuação no cinema de terror” com a atriz Luciana Paes e a crítica de cinema Cecília Barroso
20 horas - Christabel (longa-metragem)

Domingo, 15 de novembro
16 horas - Ninjas (curta-metragem)
18 horas - Condado macabro (longa-metragem)
20 horas - Mal nosso (longa-metragem)

Segunda-feira, 16 de novembro
16 horas - A casa de Cecília (longa-metragem)
18 horas - O caseiro (longa-metragem)
19 horas - Live com o curador Breno Lira Gomes e a atriz e produtora de “Através da sombra” Virginia Cavendish
20 horas - Através da sombra (longa-metragem)

Terça-feira, 17 de novembro
16 horas - Morto não fala (longa-metragem)
18 horas - Terra e luz (longa-metragem)
20 horas - A capital dos mortos 2: Mundo morto (longa-metragem)

Quarta-feira, 18 de novembro
18 horas - O clube dos canibais (longa-metragem)
20 horas - O saci (curta-metragem)

Quinta-feira, 19 de novembro
16 horas - A lasanha assassina (curta-metragem)
18 hora - #ninfabebê (longa-metragem)
20 horas - Mal nosso (longa-metragem)

Sexta-feira, 20 de novembro
18 horas - O segredo de Davi (longa-metragem)
19 horas - Live com o curador Breno Lira Gomes e o ator de “O segredo de Davi” Nicolas Prattes
20 horas - Tirarei as medidas do seu caixão (curta-metragem)

Sábado, 21 de novembro
14 horas - O segredo dos diamantes (longa-metragem)
16 horas - Curso com o curador Carlos Primati: Módulo 4
18 horas - Os jovens Baumann (longa-metragem)
19 horas - Palestra “Diretoras e o terror”, com a pesquisadora e crítica de cinema Beatriz Saldanha
20 horas - A casa de Cecília (longa-metragem)

Domingo, 22 de novembro
16 horas - Através da sombra (longa-metragem)
18 horas - Coração das trevas (curta-metragem)
20 horas - Quando o galo cantar pela terceira vez renegarás tua mãe (longa-metragem)

Segunda-feira, 23 de novembro
18 horas - O cemitério das almas perdidas (longa-metragem)
19 horas - Live com o curador Carlos Primati e o diretor de “O cemitério das almas perdidas” e “A mata negra” Rodrigo Aragão
20 horas - A mata negra (longa-metragem)

Leia também | Confira o que chega ao catálogo da Netflix em novembro

Mostra MacaBRo

Quando: 28 de outubro a 23 de novembro
Onde: longas-metragens ficam disponíveis por 24 horas e curtas-metragens durante uma semana no site “Darkflix”; cursos e palestras com inscrições pelo Sympla; debates e lives com transmissão no canal do Youtube da BLG Entretenimiento e no Instagram @blgentretenimento
Gratuito

Podcast Vida&Arte

O podcast Vida&Arte é destinado a falar sobre temas de cultura. O conteúdo está disponível nas plataformas Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts e Spreaker.