Participamos do

Namoro online: conheça seis aplicativos focados em formar casais

No mundo digital, muitas atividades podem ser realizadas de uma maneira online, inclusive a busca por um namoro. Aplicativos nesse sentido ganharam popularidade nos últimos anos; conheça seis deles
22:42 | Jan. 05, 2022
Autor Mateus Brisa
Foto do autor
Mateus Brisa Estagiário
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

No mundo digital, muitas atividades podem ser realizadas de uma maneira online e conectada, inclusive a busca por um relacionamento amoroso. Os serviços de namoro online, como são conhecidas as plataformas dedicadas a formar casais, ganharam popularidade nos últimos anos, se tornando uma forma válida de conhecer e se relacionar com pessoas. A maioria deles está disponível principal e gratuitamente para smartphones; O POVO separou alguns deles. Confira:

Namoro online: conheça 6 aplicativos

Tinder

Surgido em 2012, o Tinder tem hoje aderência e cobertura globais, com mais 65 milhões de “matches” realizados em todo o mundo, segundo relatório da empresa de novembro de 2021. Um match, no Tinder, significa que dois usuários se gostaram e podem partir para a conversa. Os matches podem ser alcançados através da página principal do aplicativo: deslizar entre as pessoas e selecionar quem agrada.

Os matches podem iniciar uma conversa em bate-papo privado e trocar mensagens, imagens, links e outras mídias. Cada pessoa tem seu próprio perfil com fotografias, descrição, características de personalidade e até músicas ou artistas mais reproduzidos no Spotify. Há ainda um “adesivo” especial para quem afirmar estar imunizado contra a Covid-19. Categorizado “freemiumFreemium é uma aglutinação das palavras "free" e "premium", que significam, na língua portuguesa, grátis e prêmio. Nessa estratégia digital, as funções mais básicas de um serviço online são oferecidas de maneira gratuita, enquanto recursos exclusivos e mais trabalhados requerem um pagamento em dinheiro. ”, o Tinder tem recursos exclusivos pagos.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Conforme dados de 2020 do site Business of Apps, especializado em aplicativos, o Tinder alcançou 75 milhões de usuários ativos por mês e 6,2 milhões de novos usuários. Disponível em 56 línguas, o serviço pode ser acessado por pretendentes dos sistemas Android ou iOS. Uma versão para computador também está disponível para quem preferir.

Grindr

Direcionado mais especificamente ao público gay, o Grindr funciona como uma “vitrine” de usuários das proximidades com base no sistema de geolocalização do smartphone. Cada perfil tem suas próprias imagens, descrições e informações como tribos, sorologia, interesses e outras. “Dar um tap” significa demonstrar atração por determinada pessoa; o tap pode ser um biscoito, um emoji de fogo ou um emoji de diabo.

O Grindr foi um dos primeiros serviços de namoro online para homens que fazem sexo com homens na época de seu lançamento, em março de 2009. O serviço atingiu 13 milhões de usuários ativos mensalmente em dezembro de 2020, segundo reportou a empresa. Também está disponível para Android e iOS.

Her

Lançado em setembro de 2013, o Her é feito para mulheres lésbicas e bissexuais, pessoas não-binárias e queer. Homens cisgêneros não podem criar perfis na plataforma, que é parecida com o Facebook, com atualizações de status, compartilhamento de fotos e seção de eventos próximos. O bate-papo privado é o ponto principal.

Desde sua estreia, o Her tem conquistado seu público-alvo, tornando-se um dos aplicativos de namoro online entre mulheres mais conhecidos — e mais seguros. Novos perfis passam por uma verificação de identidade para confirmar se enquadrar nos requisitos, tanto pela segurança entre as usuárias quanto para realizar a proibição de homens cisgêneros. Her está disponível para Android e iOS.

Badoo

Semelhante ao Tinder, o Badoo também é direcionado a todos os públicos e tem como objetivo a formação de matches. O serviço também oferece conversação com compartilhamento de mídia, além de procura por perfis em qualquer lugar do mundo e visualização de pessoas nas proximidades. É possível ainda realizar videochamadas com matches.

De origem russa, o Badoo surgiu em novembro de 2006 inicialmente apenas com um site. O serviço logo se adaptou ao universo dos aplicativos, onde conquistou popularidade. O site continua no ar e ainda pode ser utilizado. Na versão mobile, o Badoo está disponível para usuários Android ou iOS.

ParPerfeito

Brasileiro, o ParPerfeito apresenta diariamente uma quantidade limitada de pessoas que podem chamar atenção do usuário com base em informações fornecidas no momento de criação da conta. São outros usuários com interesses e prioridades parecidos. Ao formar “pares”, é possível engajar em bate-papos privados.

A ferramenta “Descobrir” permite, ainda, buscar perfis com características específicas, como idade, aparência, interesses e estilo de vida. Alguém pode indicar atração por um usuário ao “curtir”, de forma similar ao Tinder e ao Badoo. ParPerfeito está disponível gratuitamente, com versões premium, para Android e iOS.

Happn

Assim como o Grindr, o Happn utiliza o GPS para exibir usuários geograficamente próximos, mas sem o formato de vitrine. Direcionado a todos os públicos, o aplicativo funciona como uma “linha do tempo” de pessoas que se cruzaram. Por isso, não é possível pesquisar por um usuário específico, apenas aqueles com quem se esteve próximo. Pessoas que se cruzaram e se curtiram foram um “crush”.

O Happn foi fundado em janeiro de 2014. Quatro anos depois, em 2018, o aplicativo alcançou a média de 6,5 milhões de usuários mensais em todo o mundo. Naquela mesma época, o serviço estava disponível para 40 países, segundo o site DMR Business Statistics. O Happn pode ser acessado no Android ou no iOS.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags