Participamos do

Telegram apresenta instabilidade após queda do WhatsApp

Algumas pessoas que tentaram se cadastrar no Telegram, para seguir mantendo conversas por meio de mensagens no celular, receberam o alerta "PHONE_NUMBER_FLOOD", informando erro no processo
17:17 | Out. 04, 2021
Autor Gabriela Almeida
Foto do autor
Gabriela Almeida Repórter O POVO
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Telegram passa por instabilidade na tarde desta segunda-feira, 4. De acordo com o site de tecnologia TechTudo, a plataforma apresenta problemas técnicos possivelmente pela migração repentina de usuários em massa, motivada pela queda do WhatsApp.

Algumas pessoas que tentaram se cadastrar no Telegram, para seguir mantendo conversas por meio de mensagens no celular, receberam o alerta "PHONE_NUMBER_FLOOD", informando erro no processo. Os relatos desse tipo são os mais lidos no Fórum que o site de tecnologia mantém.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Segundo o Downdetector, ferramenta que monitora o status de serviços online, a plataforma passou a apresentar instabilidade por volta das 12h30min, segundos depois da queda do WhatsApp. As notificações sobre o erro diminuíram às 14h, e voltaram a ser realizadas em massa logo em seguida.

Já são mais de mil queixas sobre o erro, segundo site. O Telegram teria ainda orientado que usuários "esperassem" pela resolução do problema. Ou seja, quem receber a mensagem “PHONE_NUMBER_FLOOD” precisa esperar "o término da contagem regressiva exibida ao lado do alerta para iniciar uma nova tentativa".

No Twitter, o assunto já entrou nos Trendings Topics, como um dos mais falados do momento. Isso porque com a queda do WhatsApp muitas pessoas ironizaram o fato do Telegram, plataforma "rival", ainda estar funcionando. 

A brincadeira, no entanto, não durou muito e logo se transformou em queixa. Além do WhatsApp, que já está fora do ar há pouco mais de duas horas, também tiveram queda o Facebook, o Instagram e o TikTok, ferramenta de vídeos curtos popular entre jovens.


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags