Participamos do

Deolane rebate Bolsonaro após vídeo: "Se elegeu em cima de fake news"

A influencer e advogada criminalista disse ter sido procurada pela equipe do presidente alguns meses atrás, mas decidiu não aceitar nenhuma proposta "por princípios políticos"
14:36 | Abr. 27, 2022
Autor Filipe Pereira
Foto do autor
Filipe Pereira Repórter de Política
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A advogada criminalista Deolane Bezerra, viúva de MC Kevin, respondeu ao presidente Jair Bolsonaro (PL), nesta quarta-feira, 27, após o chefe do Palácio do Planalto sugerir, por meio de vídeo nas redes sociais, que ela "advoga para bandido" e que ela e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foram “feitos um para o outro”. A influencer e o petista se encontram na terça-feira, 26, e registraram o momento nas redes socais.

Nos stories do Instagram, a advogada disse não entender pessoas que vão às redes sociais de outras  realizar ataques por ter opiniões contrárias. "A que ponto chegamos né? Um Presidente da República que deveria estar ocupado com mil e uma coisas está me ofendendo no Twitter e no Facebook porque eu apoio um adversário seu", disse Deolane.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A advogada disse ter sido procurada pela equipe de Bolsonaro alguns meses atrás, mas decidiu não aceitar nenhuma proposta. "Eu tenho princípios políticos meus, mas eu não obrigo ninguém a pensar igual a mim, o voto é livre gente, graças a Deus", completou. Deolane acusou o presidente de propagar fake news por ter divulgado um vídeo cortado onde fala sobre a profissão de advogada criminalista.

Bolsonaro compartilhou o trecho de uma fala da advogada sobre a atuação profissional para atacá-la em postagem feita no Twitter. No vídeo, ela comenta que gosta de defender pessoas que admitem que cometeram crimes e que trabalha sempre visando diminuir a pena do cliente. Segundo Deolane, isso é comum no exercício da profissão.

"Você se elegeu em cima de fake news. Agora não venha espalhar fake news da minha profissão. Eu sou uma advogada criminalista. Eu defendo a lei. Pega a matéria completa e coloca, não fica colocando trecho pra deixar os seus eleitores mais alienados ainda. Fiquei meio surpresa por incomodar o Presidente da República por simplesmente tirar uma foto com o seu adversário, a que ponto chegamos", disse a criminalista. 

Deolane então explicou o teor do vídeo completo: "O trecho que ele coloca é onde eu falo que gosto de advogar para bandidos, eu sou uma advogada criminalista, então é só o que chega, viu presidente? Enfim galera, estávamos falando na entrevista de clientes inocentes e eu falei que eu preferia aqueles clientes que falavam que sim, que cometeram o ato, entendeu? Que cometeram o crime, o ilícito penal".

A influencer finalizou alegando que o termo "bandido" não existe no direito criminal. "Entre clientes que mentem para advogados e clientes que falam 'doutora eu realmente pratiquei', é o que eu prefiro. E outra, a pessoa se torna um bandido quando ela tem uma sentença transitada em julgado, até porque bandido é um termo que não existe no direito criminal. É réu, é culpado e inocente".

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar