Participamos do

Simone Tebet recebe Eduardo Leite e espera liderar terceira via

11:34 | Abr. 06, 2022
Autor Agência Estado
Foto do autor
Agência Estado Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Dois dias após o ex-governador Eduardo Leite (PSDB) sinalizar que está disposto a ser vice na chapa presidencial de Simone Tebet (MDB), a senadora afirmou que deve receber o gaúcho para uma conversa em seu gabinete nesta quarta-feira, 6. Paralelamente, segundo ela, os presidentes dos quatro partidos que lideram as articulações por uma candidatura única da "terceira via" - PSDB, União Brasil, Cidadania e MDB - devem se reunir hoje para selar a união do centro. As declarações foram feitas à Rádio Eldorado.

A senadora afirmou que vai dar continuidade às conversas com Leite porque o vê como um "grande ativo do PSDB", independentemente de ter perdido as prévias. Disse que recebeu com "muito carinho" a possibilidade de tê-lo como vice, reforçando que acredita ter "todas as condições" para liderar a candidatura da terceira via. Mas ponderou que essa decisão caberá aos presidentes dos partidos.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

"Para quem não acreditava que o MDB seguiria com a candidatura até o final, hoje está claro que o partido não só se posiciona com uma pré-candidata, mas como nós temos todas as condições de liderar como cabeça de chapa", afirmou.

Simone Tebet prometeu que, se for escolhida como o rosto do centro nas eleições, vai convidar outros partidos para se somarem ao projeto. Ela disse manter diálogo com Felipe d’Avila, presidenciável do Novo, e com Renata Abreu, presidente nacional do Podemos - partido que ficou sem pré-candidato após a saída de Sérgio Moro.

Embora tenha dado sinais de que pretende assumir a candidatura única dos partidos, a senadora lembrou que Luciano Bivar, do União Brasil, pode impor seu nome na disputa. Ela voltou a dizer que não se trata de um projeto "personalista" e afirmou que o centro dispõe de apenas uma "bala de prata".

"Quem vai definir o critério para escolher o pré-candidato ou pré-candidata desse grupo (serão os dirigentes das legendas). Não é um projeto do Doria, Simone, Leite ou de qualquer outro. A partir de hoje, quem fala por esse centro são os presidentes de partido", reforçou.

Quanto ao pré-candidato Ciro Gomes (PDT), Simone afirmou que ele não participa das conversas por ter divergências com o centro, mas disse acreditar que as diferenças podem ser superadas. "Definido o nome (da terceira via), será marcado um cafezinho com o Ciro para discutir o que é mais importante para o Brasil."

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar