Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Presente em manifestação, Cap. Wagner garante candidatura ao Governo em 2022

Principal opositor ao Governo do Estado participa de atos na Praça Portugal e garante candidatura ao cargo de governador

Na manhã desta terça-feira, 7 de setembro, o deputado federal Capitão Wagner (Pros) esteve presente na Praça Portugal, no bairro Aldeota, em uma das manifestações organizadas para celebrar o dia da independência do Brasil, que contou com a participação massiva de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

No local, Wagner afirmou que irá disputar as eleições para o Governo do Estado do Ceará em 2022. De acordo com o opositor à atual gestão estadual, sua candidatura já é certa na convenção.

"O cenário que se desenha para 2022 é praticamente o cenário de duas candidaturas, a nossa e a candidatura do PDT. O PT, infelizmente, está envergonhando a sua militância, porque não rebate as críticas. PT e PDT devem estar aliados, e a candidatura de oposição deve ser a nossa", destacou.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O parlamentar destaca, ainda, estar preparado para enfrentar nas urnas qualquer um dos candidatos da base aliada do governo estadual. "Estou muito tranquilo, venha Cid, venha Ciro, venha Roberto Cláudio, estou preparado para enfrentar qualquer um", afirma.

LEIA TAMBÉM| Manifestação a favor de Bolsonaro na Praça Portugal começa a dispersar

Wagner ressaltou, também, o teor pacífico das manifestações realizadas em Fortaleza. Segundo ele, uma falsa narrativa golpista foi criada para descredibilizar as manifestações.

"A gente veio para dizer que o Brasil é um país independente e democrático. Nós defendemos a democracia acima de tudo e o que foi demonstrado aqui é que criou-se uma narrativa falsa, que não corresponde com os atos de hoje".

O Supremo Tribunal Federal (STF), um dos principais alvos dos manifestantes que foram às ruas neste dia 7 de setembro, também foi criticado por Wagner, que afirma respeitar o Poder Judiciário.

"O Supremo, infelizmente, perdeu a credibilidade por conta de posicionamentos excessivos. Respeito o Supremo. A minha opinião é que o Supremo se excedeu em diversas ocasiões. A Câmara Federal não agiu como deveria agir e infelizmente é por conta disso, por estar politizado", comenta.

As manifestações na Praça Portugal também contaram com a presença dos deputados estaduais Delegado Cavalcante (PTB), Soldado Noélio (Pros) e Dra. Silvana (PL), além do deputado federal Dr. Jaziel (PL). O vereadorSargento Reginauro (Pros) também esteve no local.

LEIA TAMBÉM| Durante discurso, Bolsonaro diz que se reunirá com o Conselho da República

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar