PUBLICIDADE
Política
Noticia

Eleições 2020 de Macapá para prefeito e vereadores ocorrem neste domingo, 6, após apagão

Eleitores de Macapá vão às urnas hoje, domingo, 6 de dezembro (06/12), para eleger prefeito e vereadores na capital do Amapá, após adiamento causado pelo apagão

12:15 | 06/12/2020
As eleições 2020 para prefeito e vereadores em Macapá foram adiadas por causa do apagão ocorrido no Amapá em novembro (Foto: Divulgação/Ministério de Minas e energia)
As eleições 2020 para prefeito e vereadores em Macapá foram adiadas por causa do apagão ocorrido no Amapá em novembro (Foto: Divulgação/Ministério de Minas e energia)

Eleitores de Macapá vão às urnas hoje, domingo, 6 de dezembro (06/12), para votar em seus candidatos a prefeito e vereadores. As eleições 2020 acontecem três semanas depois das outras regiões do Brasil, após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) adiar em função do apagão no Amapá. Com quase 300 mil pessoas aptas a votar, a população escolhe entre dez nomes para o cargo de prefeito.

>> Resultado da apuração do primeiro turno para prefeito de Macapá

Os locais das urnas seguem os protocolos de segurança para prevenir a contaminação do coronavírus. Uso de máscaras e distanciamento social indicado com adesivos no chão, por exemplo, são algumas das medidas tomadas.

Em vídeo divulgado nas redes sociais, o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, manifestou seu apoio à situação dos cidadãos. “Nós do Tribunal Superior Eleitoral, todos os ministros e servidores, somos solidários com as angústias pelas quais tem passado a população do Macapá e do Amapá, em geral, ao longo das últimas semanas. Esperamos sinceramente que os problemas estejam sendo superados”, afirma.

Ainda na publicação, indica que mantiveram esforços para que a eleição transcorresse de forma adequada. “Fizemos tudo que era possível para termos uma eleição em datas convenientes e adequadas e que possam transcorrer com segurança, segurança, tranquilidade e fidedignidade aos votos dos eleitores”, comenta.

A votação acontece até as 17 horas. Se houver segundo turno, a data está marcada para 20 de dezembro. O adiamento ocorreu por decisão do TSE, após o estado do Amapá passar pouco mais de três semanas com dificuldade de abastecimento de energia elétrica. O apagão, que teve início em 3 de novembro, teve restabelecimento total no dia 24.

A situação aconteceu por causa de um incêndio na Subestação de Macapá, que danificou por completo um dos transformadores. As informações foram divulgadas pelo Governo do Amapá.

MAIS SOBRE ELEIÇÕES 2020

>> TSE esclarece que não cobra multa indevida pelo uso do e-Titulo
>> Saiba como justificar ausência pelo aplicativo de celular E-Título

ADAPTAÇÕES NAS ELEIÇÕES 2020

Diante da pandemia do novo coronavírus, o processo eleitoral passou por algumas mudanças, como a expansão do horário de votação, além do acréscimo de uma série de normas e protocolos de segurança, obrigatórios na ida às urnas. Além disso, em virtude do novo vírus, o candidato eleitoral de 2020 precisou ser alterado ainda em julho, por conta da crise gerada pela Covid-19.

Apesar das alterações, todo cidadão brasileiro alfabetizado, maior de 18 anos e legalmente capaz é obrigado a votar. O voto é facultativo para os eleitores analfabetos, os maiores de 70 anos, e os que têm entre 16 e 18 anos.

LEIA MAIS | O que acontece se o eleitor não votar? Saiba como justificar ausência

Aqueles que não compareceram às urnas neste domingo devem justificar a ausência dentro do prazo estimado pela Justiça eleitoral, caso contrário ficará impossibilitado de emitir passaporte e carteira de identidade entre outras coisas. Se o eleitor também não compareceu no primeiro turno, será necessário realizar duas justificações de ausência, uma para cada dia de votação.

SAIBA MAIS SOBRE AS ELEIÇÕES 2020

>> TSE alerta sobre mensagens falsas de anulação das eleições
>> Eleições 2020: 6,3 mil mulheres recebem um ou zero voto na eleição
>> Descubra quem é favorito nas maiores cidades do Ceará e em capitais pelo Brasil

>> ACOMPANHE AQUI A COBERTURA POLÍTICA